Mineradora Vale inova ao produzir areia sustentável que reduz a geração de rejeitos

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Reprodução / YouTube Vale

Unindo inovação, sustentabilidade e benefícios para sociedade, a Vale realizou investimentos na ordem de R$ 50 milhões no desenvolvimento de uma areia produzida a partir de adequações na operação de minério de ferro no Estado de Minas Gerais. O material arenoso, anteriormente descartado em pilhas e barragens, é processado e transformado em produto, seguindo os mesmos controles de qualidade da produção de minério de ferro.

Após sete anos de pesquisa, a Areia Vale chega à indústria da construção civil como uma alternativa 100% legal e eficiente para uso em cimento, pré-moldados em concreto, blocos intertravados, pavimentação, entre outros. De acordo com Marcello Spinelli, vice-presidente executivo de Ferrosos da Vale, o produto é resultado de práticas operacionais mais sustentáveis.

O que antes era rejeito, agora, retorna para um novo tratamento e torna-se um produto com alto teor de sílica e baixo teor de ferro.

Por tratar-se de um processamento essencialmente físico, a areia não apresenta toxidade, visto que não sofre alteração na composição dos materiais. Outro ponto positivo para a constr​ução civil é que o produto apresenta alta uniformidade química e granulométrica.

Um dos grandes diferenciais da Areia Vale é contribuir para a economia circular, visto que, o material que era destinado às barragens em forma de rejeito, retorna para a sociedade como uma alternativa para um produto que sofre com a extração predatória.

  Hydro abre novas vagas de emprego no Pará

 



Deixe uma resposta

Ofertas