Estrada de Ferro Carajás e Estrada de Ferro Vitória a Minas são reconhecidas por desempenho ambiental

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Estrada de Ferro Carajás Foto: Seny Lima

A Estrada de Ferro Carajás e a Estrada de Ferro Vitória a Minas, administradas pela Vale, receberam as melhores avaliações ambientais entre as ferrovias brasileiras, de acordo com a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT). Pela primeira vez, o Índice de Desempenho Ambiental (IDA) foi aplicado pelo órgão federal responsável pela concessão, fiscalização e regulação das ferrovias brasileiras. A Estrada de Ferro Carajás obteve a pontuação 0,82 em uma escala de 0 a 1. Na sequência, está a Estrada de Ferro Vitória a Minas, com  0,78.

O índice permite à ANTT acompanhar e incentivar as ferrovias a desenvolverem ações sustentáveis e de proteção ao meio ambiente.Para o gerente-executivo de Meio Ambiente da Vale, Bruno Ferraz, o resultado reflete o compromisso da empresa em aprimorar seus controles a cada dia. “A Vale possui uma governança que valoriza o aprendizado e a transparência nas ações de preservação ambiental. Para isso, dedica esforços no cumprimento de metas, na aproximação com as comunidades e na busca por soluções sustentáveis”, afirma.

O indicador ambiental é formado a partir de quesitos como correta destinação de resíduos; reuso de água; controle de emissões; eficiência energética; relacionamento com moradores de cidades vizinhas às ferrovias; e iniciativas de preservação do meio ambiente.

Entre as ações desenvolvidas pelas duas ferrovias estão segregação de resíduos sólidos, reaproveitamento de água da chuva e sistemas de tratamento de efluentes, além de monitoramento automatizado da qualidade do ar.

Na Ramal Ferroviário do Sudeste do Pará existem 32 passagens para permitir a circulação de animais silvestres em área de floresta. Dentre elas, vale destacar as passagens aéreas para primatas e as passagens de viadutos para mamíferos e animais de grande porte. Também é realizada a Caravana nos Trilhos, uma iniciativa socioambiental nos Estados do Maranhão e Pará. Em 2019, foram realizadas 37 edições, alcançando um público de mais de 18 mil pessoas.

Além disso, o Projeto Comunidade Sustentável, visa incentivar e capacitar pessoas, por meio da Educação Ambiental. Em 2019, a iniciativa beneficiou 245 moradores das comunidades de Piquiá, em Açailândia, e Murtura, em São Luís.

Cabe destacar que os dormentes gerados na manutenção da Estrada de Ferro Carajás são reciclados para reutilização em outras ferrovias.

Na Estrada de Ferro Vitória a Minas, 13 mil pessoas participaram de projetos de educação ambiental, palestras e oficinas no ano passado. O Ecoponto, por exemplo, foi desenvolvido em escolas do município de João Neiva (ES) e ajudou a recolher mais de 95 toneladas de materiais recicláveis. Já o projeto Jogue Limpo, em parceria com prefeituras e lideranças comunitárias, visa sensibilizar as comunidades sobre a importância do descarte correto de resíduos.

Deixe uma resposta

+ Sobre