Com expansão, S11D deve aumentar capacidade operacional para 100 milhões de toneladas por ano a partir de 2022 – Portal Canaã

Com expansão, S11D deve aumentar capacidade operacional para 100 milhões de toneladas por ano a partir de 2022

Sistema de correias Overland TCLD - Transportador de Correia de Longa Distância. Foto: Ricardo Teles

No último dia 6 de dezembro a mineradora Vale, apresentou em Londres as perspectivas para o próximo ano em uma reunião com investidores. Em 2019 a estrategia da mineradora será baseada em cincos pilares estratégicos: sustentabilidade; liderando o futuro no minério de ferro; destravando valor no carvão; valor e opcionalidade em metais básicos; e recompensas da estratégia.

Durante o evento que já esta em sua 16ª edição foi abordado a expansão da capacidade produtiva do Complexo S11D Eliezer Batista em Canaã dos Carajás, de 90 milhões para 100 milhões de toneladas por ano, a partir de 2022, com investimento de cerca de US$ 770 milhões. A produção estimada para este ano é de cerca de 54 milhões de toneladas com expectativa de 70 a 80 milhões de toneladas em 2019 e 90 milhões de toneladas em 2020.

Leia também:

Com expansão, S11D deve aumentar capacidade operacional para 100 milhões de toneladas por ano a partir de 2022

Com a tecnologia inovadora do sistema truckless o Complexo S11D Eliezer Batista atingiu produção recorde no terceiro trimestre de 2018 com 16,1 milhões de toneladas. No segundo trimestre de 2018 a mineradora teve uma produção de 14,3 milhões de toneladas.

Com a demanda mundial por um minério premium de melhor qualidade cresce a produção do Complexo S11D. No evento o Diretor Executivo, Perter Popoinga falou sobre a qualidade.
“Estamos liderando o jogo de qualidade. Como chegamos aqui? Essencialmente, há duas coisas que fizemos: investir em nossas vantagens competitivas que são Carajás e a capacidade de produzir pelotas de alta qualidade no Sistema Sudeste. E a segunda coisa que fizemos: consolidamos e implementamos nossa estratégia de diferenciação. Apoiado pelo ‘Flight to quality’, conseguimos nos diferenciar.” disse Peter Poppinga.

Com a expansão do Complexo S11D, consequentemente amplia a arrecadação e a contribuição econômica para a região.

COMENTAR VIA FACEBOOK

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.