Pará tem a pior Educação do Brasil de acordo IOEB

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Um novo índice de avaliação da educação brasileira confirma o que vem sendo divulgado ao longo dos últimos anos. O Pará tem a pior educação do Brasil. O Índice de Oportunidades da Educação Brasileira (IOEB) foi elaborado a partir de diversos índices educacionais, de 2009 a 2014, e engloba a educação básica – do infantil ao Ensino Médio. A pesquisa do IOEB mostra que o Pará, com nota 3,5, é o Estado com a pior qualidade de educação do País, em último lugar no ranking.

O Estado de São Paulo lidera o ranking do Ioeb (Índice de Oportunidades da Educação Brasileira) por Unidade Federativa com nota de 5,1 numa escala que vai de zero a dez.  Belém é a Capital Brasileira com a menor nota, nota 3,5.

O Ioeb foi lançado na manhã desta quarta (7) em São Paulo pelo CLP (Centro de Liderança Pública).

Confira a nota de cada UF (Unidade Federativa): 

  • 1º lugar – São Paulo – 5,1
  • 2º lugar – Minas Gerais – 5,0
  • 3º lugar – Santa Catarina – 5,0
  • 4º lugar –  Paraná – 4,9
  • 5º lugar –  Ceará – 4,6
  • 6º lugar –  Distrito Federal – 4,6
  • 7º lugar – Espírito Santo – 4,6
  • 8º lugar – Goiás – 4,6
  • 9º lugar – Rio Grande do Sul – 4,5
  • 10º lugar – Mato Grosso – 4,5
  • 11º lugar –  Rondônia – 4,4
  • 12 º lugar – Mato Grosso do Sul – 4,3
  • 13º lugar – Tocantins – 4,3
  • 14º lugar – Acre – 4,2
  • 15º lugar – Rio de Janeiro – 4,1
  • 16º lugar – Paraíba – 4,1
  • 17º lugar – Pernambuco – 4,0
  • 18º lugar – Amazonas – 4,0
  • 19º lugar – Roraima – 3,9
  • 20º lugar – Piauí – 3,9
  • 21º lugar – Rio Grande do Norte – 3,9
  • 22º lugar – Sergipe – 3,8
  • 23º lugar – Alagoas – 3,7
  • 24º lugar – Amapá – 3,7
  • 25º lugar – Bahia – 3,6
  • 26º lugar – Maranhão – 3,6
  • 27º lugarPará – 3,5
Veja também:  Polícia Civil e Militar prendem casal que planejavam assalto a banco em Moju

CANAÃ, PARÁ E BRASIL

indicadores

BELÉM, PARÁ E BRASIL

Educação no Pará

 

 

O IOEB é uma ferramenta que busca apoiar a atuação de líderes em prol da educação brasileira.

Propostas prioritárias do IOEB:

  • Promover a colaboração entre municípios, estados e União
    É essencial a adoção de regimes de colaboração entre os poderes para o melhor atendimento das demandas educacionais.
  • Formar Líderes Públicos na Educação
    É necessário preparar líderes públicos para conduzir mudanças de comportamento e cultura, lidar com os desafios de articulação das redes educacionais e fazê-las trabalharem em conjunto.
  • Aperfeiçoar o controle social da educação básica
    O IOEB permite estimular e incentivar o trabalho em conjunto dos gestores da educação, uma vez que avalia todo o ecossistema da educação básica brasileira.

Redação do Portal Canaã com informações do IOEB

Deixe uma resposta

+ Sobre

Coronavírus

Ultimas notícias