Com Sisu prorrogado, veja quatro dicas para aumentar as chances de obter uma vaga – Portal Canaã

Com Sisu prorrogado, veja quatro dicas para aumentar as chances de obter uma vaga

Ao todo, são 238.397 vagas e 131 instituições públicas.

O Ministério da Educação (MEC) informou no começo da noite desta quinta-feira (26) que irá prorrogar o prazo de inscrições no Sistema de Seleção Unificada (Sisu) em 48 horas.

Isso significa que, em vez de terminar às 23h59 desta sexta-feira (27), o prazo se estenderá até as 23h59 do domingo (29). Apesar disso, a data de divulgação do resultado está mantido para segunda-feira (30).

As inscrições para a primeira edição do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) 2017 terminam às 23h59 de domingo (29). São oferecidas mais de 238 mil vagas em 131 instituições públicas de ensino superior.

Veja quatro dicas:

Estude cada uma das ‘rotas’

O sistema oferece seis “rotas”, como define o professor Dilvo Ristoff da Universidade Federal de Santa Catarina. Quatro, estão vinculadas às leis de cotas, e são elas:

  • – aluno preto, pardo ou indígena (PPI) com renda familiar de até 1,5 salário mínimo;
  • – aluno PPI com renda maior de 1,5 salário mínimo;
  • – aluno de escola pública renda familiar de até 1,5 salário mínimo;
  • – aluno de escola pública com renda maior de 1,5 salário mínimo

As outras duas são:

  • – ampla concorrência (para todos os candidatos);
  • – ações afirmativas das próprias universidades.

“É preciso estar bem informado para saber se a rota que você escolheu é a mais vai te beneficiar. Uma forma é analisar os resultados anteriores do Sisu, verificar a série histórica das notas e analisar sua pontuação no Enem”, diz Ristoff.

Veja a concorrência entre os cotistas

O ambiente dos cotistas é mais competitivo, por isso se a diferença de notas, em relação aos não cotistas for pequena, o benefício das cotas pode ir contra ao candidato. Há momentos em que vale a pena abrir mão dela.

“O cotista pode até estar em uma faixa de pontuação boa, mas precisa entender que a relação candidato vaga é mais alta, aumenta cerca de três pontos”, lembra Ristoff.

Acompanhe a nota de corte

As notas de corte são atualizadas todos os dias à 1h. Elas revelam o desempenho do último candidato virtualmente classificado. Por isso, o estudante não pode fazer a inscrição e “abandoná-la”: como o sistema segue em atividade, é possível que no momento em que ele se inscreveu tenha chance de ser convocado para a vaga, mas a situação mude no dia seguinte.

Se isso acontecer, vale a pena remanejar a inscrição para outra vaga com mais chances

Analise se a mobilidade vale a pena

Na ânsia para conquista a vaga, o estudante pode se inscrever em uma universidade fora do seu estado. É importante avaliar se será possível se manter longe de casa. O Ministério da Educação tem um programa chamado de bolsa permanência que oferece R$ 400 mensais para que estudantes de baixa renda consigam concluir sua graduação. Porém, nem sempre este auxílio é suficiente para cobrir todas as despesas.

Apesar dos problemas de permanência, o professor Dilvo Ristoff lembra que antes a mobilidade entre os universitários era restritas às famílias ricas. “Agora, com o Sisu, ela também se estendeu aos pobres, embora a mobilidade do Sisu não seja tão grande em regiões distantes, e é mais intensa dentro do próprio estado.”