Preços do boi gordo podem subir ainda mais a partir de novembro, diz Safras

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Os preços do boi gordo tiveram altas pontuais nesta sexta-feira, 16, dependendo da região. Segundo o analista de Safras & Mercado, Fernando Henrique Iglesias, houve registro de negócios acima das referências em muitas regiões.

“Apesar da incidência de animais negociados na modalidade à termo e a utilização de confinamento próprio, não há espaço para mudanças contundentes na curva de preços. A expectativa é que o movimento de alta se torne ainda mais agressivo no último bimestre, em linha com um quadro de oferta ainda restrita somado a perspectiva de aumento do volume exportado, uma vez que a China inicia o planejamento de seus estoques para atender a demanda do seu principal feriado, o ano novo lunar”, diz o analista.

Na região Carajás, municípios como Marabá, Parauapebas e Canaã dos Carajás o valor chegar a $240 a arroba.

Em São Paulo, Capital, os preços do mercado à vista ficaram em R$ 264 a arroba, contra R$ 263 na quinta, 15. Em Uberaba, Minas Gerais, os preços ficaram em R$ 260 a arroba, estáveis. Em Dourados, no Mato Grosso do Sul, os preços ficaram em R$ 256 a arroba, ante R$ 255. Em Goiânia, Goiás, o valor indicado foi de R$ 253 a arroba. Já em Cuiabá, no Mato Grosso, o preço ficou em R$ 246 a arroba.

Deixe uma resposta

Leia mais