Fique por dentro das 5 principais notícias do mercado desta quarta-feira – Portal Canaã

Fique por dentro das 5 principais notícias do mercado desta quarta-feira

Dinheiro - Foto: Jorge Clésio

Investing.com – Confira as cinco principais notícias desta quarta-feira, 13 de março, sobre os mercados financeiros:

1. Outra votação do Parlamento britânico sobre o Brexit

O parlamento da Grã-Bretanha votará se deixará a União Europeia em 16 dias sem um acordo, já que o governo disse que eliminaria as tarifas de importação de uma ampla gama de produtos em um cenário de não acordo do Brexit.

A votação está marcada para as 16h00.

Se, como esperado, o Parlamento rejeitar a saída sem acordo em 29 de março, haverá outra votação quinta-feira sobre se deve-se pedir mais tempo à UE e adiar o dia da separação.

Os legisladores britânicos entregaram à primeira-ministra Theresa May uma segunda derrota humilhante para seu plano Brexit na terça-feira, mergulhando o país mais fundo na crise política.

Um porta-voz do presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, representando os governos da UE, disse que o Reino Unido teria que fornecer uma “justificativa confiável” para qualquer pedido de um adiamento.

A libra esterlina subiu 0,6% em US$ 1,3148 por 6h50.

2. Inflação para o produtor e dados de bens duráveis dos EUA em foco

O Departamento de Comércio dos EUA divulgará dados de janeiro sobre pedidos de bens duráveis às 9h30.

A previsão consensual é de que o relatório mostrará pedidos de bens duráveis aumentados em caíram 0,7% no mês passado. O núcleo dos pedidos de bens duráveis, que excluem itens de transporte voláteis, deve subir 0,2%.

O calendário de hoje também trará aos investidores o último relatório sobre a inflação para o produtor, que deverá mostrar um aumento de 1,9% em relação ao ano anterior em fevereiro.

As despesas de construção também estão na agenda.

Dados sobre a inflação dos preços para o consumidor na terça-feira sustentaram o argumento de que o Federal Reserve deve manter sua atual postura de esperar mais informação antes de novos aumentos das taxas de juros.

3. Wall Street aponta para abertura em leve alta

O mercado futuro dos EUA, apontavam para uma abertura com leve alta, com os investidores aguardando o último lote de relatórios econômicos para avaliar a saúde da economia americana.

O índice de tecnologia Nasdaq 100 futures avançava 6 pontos, ou cerca de 0,1%, os futuros do S&P 500 subiam 2 pontos, ao passo que o índice blue chip futuros do Dowestava em alta de 2 pontos.

Os movimentos no pré-mercado vêm depois das as ações fecharem mistas na terça-feira, com o Dow fechando em baixa, enquanto as ações da Boeing (NYSE:BA) naufragavam em meio a preocupações com a segurança de um de seus aviões mais populares .

Do outro lado do Atlântico, mercados europeus flutuavam em torno da linha de estabilidade, com a incerteza prevalecendo sobre o plano da Grã-Bretanha para deixar a União Europeia.

Mais cedo, as bolsas da Ásia fecharam majoritariamente em baixa com o clima de risco instalado nos mercados. O Nikkei do Japão liderou o recuo com uma queda de 1%, já que os dados mostraram que as encomendas de máquinas domésticas caíram em janeiro no ritmo mais rápido em quatro meses.

4. Queda de rendimentos do Tesouro em direção a mínimas de 2019

No mercado de títulos, os rendimentos do Tesouro ficaram perto dos seus níveis mais baixos do ano, uma vez que os dados de inflação fracos reforçaram as expectativas de que o Fed permanecerá com taxas de juros e poderia até ser ainda mais moderado em sua reunião de política na próxima semana.

O rendimento do título com vencimento em dez anos, tomado como referência, estavam em 2,61%, depois de chegar a 2,598% um dia antes, o menor desde 4 de janeiro.

O rendimento dos títulos do governo com vencimento de 2 anos ficou em 2,46%, enquanto o rendimento de títulos de 30 anos foi de 3,00%.

índice dólar frente a uma cesta de seis importantes moedas permaneceu estável em 96,86.

5. Relatório de estoques de petróleo da EIA

Nos mercados de commodities, a Administração de Informação de Energia dos EUA (EIA, na sigla em inglês), divulgará seu relatório semanal oficial de oferta de petróleo referente à semana encerrada em 8 de março, às 11h30, horário de Brasília.

Analistas esperam que o EIA relate um ganho de cerca de 2,6 milhões de barris em estoques de petróleo.

Após os mercados fecharem na quarta-feira, o Instituto Americano de Petróleo (API, na sigla em inglês) afirmou que a oferta de petróleo caiu 2,6 milhões de barris na semana passada.

Contratos futuros do petróleo bruto West Texas Intermediate 53 centavos, ou cerca de 0,9%, a US$ 57,40 o barril.

Os contratos futuros de petróleo Brent estavam cotados a US$ 67,05 por barril, um aumento de 36 centavos, ou cerca de 0,5%.

A cotação do petróleo também mantinha sustentação por cortes contínuos na oferta do grupo de produtores OPEP e pelas sanções americanas contra o Irã e a Venezuela.

– Reuters contribuiu com esta reportagem

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.