Paulo Martins Ribeiro, primeiro a receber o Cartão Social Alimentação, das mãos da prefeita Josemira Gadelha

Como ele, outras 4 mil famílias devem ser beneficiadas. O cartão vem substituir as cestas básicas, que já eram entregues às famílias em situação de vulnerabilidade.

Como receber o Cartão?

Para receber, a família deve ter renda máxima de R$ 179 por pessoa. Os cadastramentos serão feitos nos Centros de Referência em Assistência Social (CRAS) do Novo Horizonte e do Novo Brasil, além do Centro Comunitário do Residencial Canaã.

“É motivo de muita alegria começar o mês e dizer que já iniciamos a entrega desse cartão. Meu compromisso é fazer esse valor chegar a R$ 300, e já vamos encaminhar essa proposta para a Câmara”, destacou a prefeita de Canaã, Josemira Gadelha.

Josemira destacou, aos presentes, o desejo de fazer um governo voltado para o cuidado com as pessoas. “Em todo o momento, desde que sentei na cadeira de prefeita, eu penso em vocês, penso em cuidar das pessoas. Também estamos trabalhando para trazer mais dignidade a todos, por meio do emprego e renda, da educação e da habitação”, completou.

  Câmara de Canaã pretende gastar mais de R$320 mil com Manutenção e Internet

O secretário de Desenvolvimento Social, Ronaldo Araújo, também reforçou que a entrega do cartão “traz dignidade às famílias e o empoderamento de poder ir ao comércio local de sua preferência e comprar o que precisar”.

Já o secretário de Governo, Roberto Andrade, lembrou que as famílias do Residencial Canaã já foram beneficiadas, recentemente, com a entrega de 933 casas e com uma escola.

“É um grande orgulho para todos nós vermos aqui essa esperança renovada”

A Luta no Legislativo

Em 2017 o vereador Anderson Mendes – MDB, realizou uma indicação do Cartão Cidadão, que consistia em criar um cartão que substituísse a cesta básica, no intuito de dar maior liberdade para o beneficiário de comprar o que realmente estava faltando e necessitando, além de permitir fomentar o comércio local, haja vista ele poderia comprar nos mercados do município.

O Vereador não teve seu pedido atendido no primeiro ano e não desistiu, encaminhando assim a mesma indicação nos anos de 2018, 2019 e 2020. Sendo atendido com a estruturação deste programa pela SENDES em 2020 no Governo Jeová Andrade e passando a ser executado no Governo da Josemira Gadelha.