Lula é citado 68 vezes na sentença que condenou Palocci

O ex-ministro-chefe da Casa Civil foi punido em grande parte por atender aos interesses da Odebrecht junto ao ex-presidente

Mesmo não sendo réu na ação penal que condenou Antonio Palocci a doze anos, dois meses e vinte dias de reclusão, o nome do ex-presidente Lula é citado 68 vezes na sentença do ex-ministro, seja em trechos destacados pelo juiz Sergio Moro ou nas transcrições dos depoimentos que foram usados como provas para estipular as penas de cada réu. O ex-presidente da República deverá conhecer nos próximos dias sua primeira sentença na Lava Jato, no caso da compra do tríplex no Guarujá.

Em um dos trechos da sentença, o juiz Moro, ao analisar o conteúdo de e-mails, cuida de identificar o personagem “italiano”, que tinha influência junto ao presidente Lula. “Percebe-se ainda que ‘Italiano’ é a pessoa com acesso ao então Presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o que é também o caso de Antônio Palocci Filho”, escreve o juiz. “Chama ainda a atenção a referência de que, apesar do veto, seriam cogitadas alternativas junto ao então Presidente, “tributárias e ou com a Petrobrás”, para compensar o Grupo Odebrecht, prova da intenção de solicitação de contrapartida ilegal em favor dele por parte do Governo Federal”, diz o texto.

COMENTE VIA FACEBOOK

2 thoughts on “Lula é citado 68 vezes na sentença que condenou Palocci

  1. Mesmo que tenha muita acuzasoes Luiz Inácio Lula da Silva nois clace média se ele chega si candidata votaremos nele outra vez foi à onde u pobre teve oportunidade

Deixe uma resposta