Engenheira Ana Rosa é a mais nova colunista do Portal Canaã

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

A partir de hoje, o time de colunistas do Portal Canaã conta com mais um reforço de peso. Engenheira de Materiais pela Unifesspa, doutoranda na Universität Duisburg-Essen, Ana Rosa é nordestina com coração paraense e raízes pelo mundo, adora pensar sobre o amanhã.

Em seu primeiro artigo no Portal Canaã,  ela fala sobre a região de Carajás e a construção de  algo bonito e diverso para as próximas gerações.

Confira a coluna da Ana Rosa

Como uma cearense que conheceu o interior do Pará na metade da sua segunda década, eu sinto que cresci nessa região tão complexa. Não só no sentido de envelhecer, mas também em relação ao amadurecimento que tive durante uma fase tão importante para o desenvolvimento de qualquer pessoa. Mas creio que para que esse amadurecimento aconteça de forma saudável, precisamos olhar bem as coisas à nossa volta e analisar o que está acontecendo.

Eu tenho sede de conhecer o novo, provavelmente isso é exponenciado ao não ficar por muito tempo apenas em uma cidade, mas buscar conhecer o máximo que posso, fazendo amizades com pessoas de backgrounds muito diversos. Eu acredito que a política internacional nos ajuda a entender a nossa espécie ao exemplificar diferentes ângulos das facetas humanas e diferentes caminhos que podem ser traçados. Mas ainda mais importante é olharmos para dentro de nós mesmos e tentarmos nos conhecer, somos um quebra-cabeça extremamente complexo.

Acredito na conversa, em um real debate e compreensão do cenário mais amplo ser a melhor forma para tirarmos conclusões. Sei que o acesso à informação é indispensável para que isso aconteça.

Como Engenheira de Materiais da Unifesspa, vi a região do Carajás mudar bastante nos últimos anos. Vi como temos grande influência nessa mudança e sinto que isso é um chamado para fazermos o melhor que pudermos para construir algo bonito e diverso para as próximas gerações.

Como doutoranda na área de reciclagem de metais, no berço da industrialização da Alemanha, vejo muitos exemplos do que (não) deve ser feito sobre a nossa relação com o meio ambiente. Além da grande diversidade encontrada no velho continente promover reflexões muito interessantes.

Eu conheci pessoas incríveis no caminho que tenho trilhado, por isso estou com o projeto “Apenã”, para conversar algumas dessas pessoas e compartilhar um pouco sobre conversas que tentam pensar sobre o amanhã.

 

 

Deixe uma resposta

+ Sobre

Coronavírus

Ultimas notícias