Vale se reúne com produtores rurais da Serra do Rabo e esclarece processo de indenização

O Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) e a Vale assinaram no início desta semana, Acordo de Cooperação Técnica (ACT) para a regularização fundiária do Parque Nacional dos Campos Ferruginosos (PARNA)
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Representantes da Vale dialogam com os produtores Rurais de Canaã / Foto: Jorge Clésio

Nesta quinta-feira (20), às 14h, a mineradora Vale se reuniu com os produtores rurais da Serra do Rabo para tratar do processo de regularização fundiária pendente entre as partes. A reunião aconteceu no auditório da Agência Canaã, com a presença da gerente de Relacionamento com Comunidades da Vale em Canaã, Silvia Cunha, representantes da área de negócios imobiliários; o presidente da associação, Daniel; o advogado Vinícius Borba, que advoga pelos produtores e o presidente da Câmara Municipal, Wilson Leite.

O processo de negociação se deu após a assinatura de um acordo de regularização entre a Vale e o ICMbio, na última segunda-feira (17). Segundo o acordo, uma empresa terceirizada ficará responsável pelos procedimentos de levantamento fundiário.

Na reunião, foi apresentado aos produtores as delimitações da área do parque e como se darão os procedimentos de regularização, por parte da empresa.

Segundo Vinícius, os produtores legalizados e comprovados como moradores serão representados, e que, será bem criterioso ao separar os infiltrados que tentam se aproveitar da situação.

“Não vamos advogar por pessoas que estão no meio para contaminar o processo. Quem não tem direitos não serão representados.”, disse o advogado.

Silvia Cunha, gerente de Relacionamento com Comunidades da Vale em Canaã e representantes da área de negócios imobiliários.

Acompanhe o Caso

Na quarta-feira (5), os produtores realizaram o bloqueio da linha de ferro, onde foram ordenados a desobstruir as vias, pela justiça.

  Oficialmente, Canaã dos Carajás têm apenas 45 infectados com Coronavírus

Na quinta-feira(6),  o advogado, que representam as famílias lançou um desabafo sobre a situação.

Na sexta-feira(7), juiz nega a prisão de produtores a pedido da Vale, por reconhecer que não houve crime ao continuarem acampados, próximo a portaria do S11D.

Dia 13, um dos manifestantes é multado pelo ICMbio em R$20.

Dia (17), aconteceu a desmobilização do produtores rurais.

Deixe uma resposta

Leia mais