Universitários enfrentam dificuldades para comprar meia-entrada para ExpoCanaã

Foto: Júnior Gomes

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Mesmo amparados pela Lei Federal nº 12933/2013, também conhecida como Lei da Meia-Entrada, os estudantes universitários de Canaã dos Carajás estão enfrentando dificuldades para ter acesso ao benefício. Com a chegada da ExpoCanaã 2019, a procura por ingressos para os show cresceu nos últimos dias, no entanto, quem esteve nos pontos de venda, ainda que apresentando o documento obrigatório, não tem conseguido comprar os ingressos pagando a metade do valor. “Achei uma sacanagem. Fui em uma farmácia e disseram que não irão vender este ano”, informou um estudante que preferiu não ter a identidade revelada.

Na semana passada, o caso foi denunciado ao Ministério Público pelo Presidente da Associação dos Estudantes Universitários de Canaã dos Carajás, Diego Araújo. “Eu fui procurado por alguns alunos que não estão conseguindo comprar os ingressos. Eu fui no Ministério Público e já solicitei que eles atuassem ou informassem quem é de direito mas até agora nós não conseguimos nenhum resultado, até agora nenhum aluno conseguiu ter acesso ao benefício”, disse.

A reportagem do Portal Canaã esteve em um dos postos autorizados e foi informada de que o Presidente do Sicampo (Sindicato dos Produtores Rurais de Canaã dos Carajás), Carlos Mariano, não havia mandado confeccionar um lote diferenciado de ingressos, lote este que seria destinado para atender aos universitários e demais beneficiários.

A Lei da Meia-Entrada, garante o benefício do pagamento de Meia-Entrada para estudantes, pessoas com deficiência e jovens, de baixa renda, com idade entre 15 e 29 anos. A lei estabelece que seja disponibilizados 40% do total dos ingressos.

Por telefone, Carlos Mariano informou que os postos de venda estão autorizados a vender apenas os ingressos com valor cheio (R$30,00). Os estudantes que possuem direito à meia-entrada só poderão comprar os ingressos na bilheteria do evento. O motivo, segundo explicou o presidente, seria para evitar possíveis fraudes, uma vez que existem muitas carteiras falsificadas e a organização precisa arcar com as despesas dos shows. Mariano disse ainda que o número de ingressos de meia-entrada é limitado, mas não informou quantos foram destinados para atender os beneficiados.

COMENTE VIA FACEBOOK

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: