SEGURANÇA: Canaã dos Carajás será contemplada com acordo do Governo do Pará e Vale

Foto: Silvia Lopes

O Governo do Pará e a Vale assinam dois importantes acordos de cooperação na área de segurança pública. O Estado contará com investimentos da mineradora para fornecer recursos materiais à atuação das policias Civil e Militar no sudeste paraense e construir espaços comunitários inclusivos, denominados Usinas da Paz. Esses complexos são a base física do programa estadual Territórios pela Paz (TerPaz). A solenidade de assinatura dos convênios será na terça-feira (17), às 9h30, no Palácio dos Despachos.

Ao todo, serão implantadas até nove usinas no Pará, beneficiando mais de 370 mil pessoas. Cinco ficarão em bairros da capital, Belém, além de uma unidade em Ananindeua e outra em Marituba, na Região Metropolitana. Os municípios de Parauapebas e Canaã dos Carajás também serão contemplados.

A Vale será responsável pelos projetos executivos e pela construção dessas unidades. Os investimentos somam mais de R$ 102 milhões. A previsão para execução é de três anos.

As usinas integram o programa Territórios Pela Paz, que consiste em um amplo esforço do governo estadual para a diminuição da vulnerabilidade social e o enfrentamento das dinâmicas da violência, a partir da articulação de ações de segurança pública e de cidadania.

Sudeste Paraense – O segundo termo de cooperação assinado entre o Governo e Vale tem por objetivo implantar ações de fortalecimento da segurança pública em Canaã dos Carajás, Curionópolis, Marabá, Ourilândia do Norte, Parauapebas e Eldorado dos Carajás, municípios abrangidos pelas operações da mineradora no sudeste paraense.

O acordo permitirá apoio nos deslocamentos de tropas em missões, além de suporte logístico e material para outras ações de segurança e inteligência das policias Civil e Militar. Esse apoio poderá se estender ao Programa Educacional de Resistência às Drogas (Proerd), da Polícia Militar, em especial aos municípios contemplados. O convênio poderá ainda atender outros municípios, conforme definição da Secretaria de Segurança Pública do Estado do Pará (Segup), que será responsável pela coordenação e execução do projeto.

O investimento para este convênio será de R$ 3,1 milhões e terá duração de um ano e seis meses, podendo ser renovado por igual período.

 

COMENTE VIA FACEBOOK

Deixe uma resposta