Canaã dos Carajás já exportou 1,4 bilhões de dólares em minério de Ferro

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Cava de Extração do S11D - Foto: Google Earth / Confecção Portal Canaã

A Balança Comercia de Canaã dos Carajás, através da mineradora Vale, já exportou 25,9 milhões de toneladas de minério de ferro na operação S11D no período de janeiro a maio, no município, que já lucra seus de R$178 milhões em royalties nesse período.

As exportações nos primeiros cinco meses somaram US$1,45 bilhão, ante US$1,01 bilhão em janeiro-maio ​​de 2018, segundo o Departamento de Comércio Exterior.

O município está com um saldo positivo de US$1,6 bilhão em relação as exportações e importações, pois o município importou apenas US$21 milhões, no período de Janeiro a Maio deste ano.

Canaã dos Carajás hoje ocupa o 6ª posição dos municípios que mais exportam no Brasil, e a 2ª posição no estado. Junto com o projeto Sossego, que domina a exportação de Cobre e seus concentrados, o S11D é quem mantêm as exportações.

A Vale inaugurou a mina S11A, em Canaã dos Carajás, em dezembro de 2016 e fez o primeiro embarque comercial de 26,5 mil toneladas em janeiro de 2017.

Dobrar Produção

A Vale  avalia dobrar a produção na Serra Sul de Carajás, onde está a mina gigante S11D, em Canaã dos Carajás (PA), após 2020, para 150 milhões de toneladas de minério de ferro por ano, informou a mineradora nesta terça-feira, em uma medida que permitiria ampliar o uso de tecnologias que dispensam barragens.

  Prefeita visita infraero e conhece protótipo para aeroporto em Canaã dos Carajás

A possibilidade de expandir as atividades ao Norte do Brasil ocorre enquanto a mineradora tem diversas operações paralisadas em Minas Gerais, em meio a uma revisão de segurança devido ao rompimento fatal de uma barragem de rejeitos de mineração em Brumadinho (MG), em 25 de janeiro.

Hoje, a Vale, sediada no Rio de Janeiro, é a maior produtora de minério de ferro do mundo.

Leia mais:

Vale considera dobrar produção em Canaã dos Carajás após 2020

Expansão

No último dia 6 de dezembro a mineradora Vale, apresentou em Londres as perspectivas para o próximo ano em uma reunião com investidores. Em 2019 a estrategia da mineradora será baseada em cincos pilares estratégicos: sustentabilidade; liderando o futuro no minério de ferro; destravando valor no carvão; valor e opcionalidade em metais básicos; e recompensas da estratégia.

Durante o evento que já esta em sua 16ª edição foi abordado a expansão da capacidade produtiva do Complexo S11D Eliezer Batista em Canaã dos Carajás, de 90 milhões para 100 milhões de toneladas por ano, a partir de 2022, com investimento de cerca de US$ 770 milhões. A produção estimada para este ano é de cerca de 54 milhões de toneladas com expectativa de 70 a 80 milhões de toneladas em 2019 e 90 milhões de toneladas em 2020.

  Canaã dos Carajás terá duas novas pistas de skate

Leia mais:

Com expansão, S11D deve aumentar capacidade operacional para 100 milhões de toneladas por ano a partir de 2022

Deixe uma resposta

Leia mais