Queimadas aumentam quase 400% em Canaã dos Carajás no mês de Julho, mostra Instituto


Com a aumento de temperatura e estiagem no município de Canaã dos Carajás e região amazônica as alterações e números de registros de incêndios no município alavancaram gigantescamente. Este período do ano é natural que os índices de queimadas tomem proporções sempre maiores.

De Janeiro a Abril, Canaã dos Carajás registrou apenas 2 focos de queimadas, de acordo o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), já, apenas no mês de maio, o número pulou para 5, começando a alcançar novas proporções, e em junho o município registrou 35 focos, mas o que estava pra vir é o que causa espantos às autoridades ambientais e moradores de Canaã dos Carajás, pois, até o dia de hoje, 27, o município já detém, através do monitoramentos do Inpe, 173 focos registrados. Estava número de focos, comparados a Junho, percentualmente representam um aumento de 394%, pois foram 138 focos a mais que todos o mês anterior.

O número de focos registrado em Julho, felizmente,  não alcança o mesmo índice de 2016 onde Canaã dos Carajás se manteve na 5ª posição como um dos mais danosos municípios do Pará, no tocante a queimada. Hoje Canaã ocupa a posição 28, no mês de Julho.

Leia também: Canaã dos Carajás regista aumento de 324% em índices de queimadas em 2016

Crime
Provocar queimadas em florestas é considerado um crime ambiental, de acordo com o artigo 50 do Decreto Federal 6.514/2008. É infração destruir ou danificar florestas ou qualquer tipo de  vegetação nativa ou de espécies plantadas sem autorização ou licença da autoridade ambiental competente, resultando em multas a partir de R$ 5.000,00 por hectare.

Para qualquer informações, denúncia e emergência em Canaã dos Carajás contate a Brigada de Emergências: 9 9137-9919

Redação/Portal Canaã

COMENTE VIA FACEBOOK

Sem opiniões

Escreva:

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *