Prefeitura de Canaã dos Carajás prevê arrecadar cerca de R$480 milhões em 2019 – Portal Canaã

Prefeitura de Canaã dos Carajás prevê arrecadar cerca de R$480 milhões em 2019

A Câmara Municipal de Canaã dos Carajás realizou na noite de ontem, 8, uma audiência pública com vista à apresentação e discussão da LOA – Lei  Orçamentária Anual, que dispõe sobre o orçamento do Poder Executivo municipal para o exercício financeiro de 2019.

Entre despesas fixas, capital e Reserva Contingência, o valor total da proposta chegou aos R$ 479.644.703,72 (Quatrocentos e setenta e nove milhões, seiscentos e quarenta e quatro mil , setecentos e três reais e setenta e dois centavos).

Após revisão do valor previso para arrecadar em 2018, que era R$271 milhões, o valor previso para este ano está em R$331 milhões, sendo para 2019 um aumento de R$149 milhões.

As Secretarias de Obras, Educação e Saúde estão entre as pastas mais bem contempladas.  Só a Secretaria Municipal de Obras e Serviços Públicos abocanhou R$ 121. 550.184,47 (Cento e vinte e um milhões, quinhentos e cinquenta mil, cento e oitenta e quatro reais e quarenta e sete centavos, o equivalente a 25,34% do valor total do orçamento.

A Secretaria Municipal de Educação ficou com R$ 34.380.666,22 (Trinta e quatro milhões, trezentos e oitenta mil, seiscentos e sessenta e seis reais e vinte e dois centavos) além dos R$ 29.447.206,10 (Vinte e nove milhões, quatrocentos e quarenta e sete mil, duzentos e seis reais e dez centavos) destinados para o Fundo Municipal de Educação e mais R$36.676.000,00 (Trinta e seis milhões, seiscentos e setenta e seis mil reais) do FUNDEB correspondendo a uma fatia de 20,95% do valor total.

A Saúde foi contemplada com 19% do valor total. R$ 14.086.715,55 (Quatorze milhões, oitenta e seis mil, setecentos e quinze reais e cinquenta e cinco centavos) para Semsa. O Fundo Municipal de Saúde, se aprovado, deve receber R$ 77.545.209,43 (Setenta e sete milhões, quinhentos e quarenta e cinco mil, duzentos e nove reais e quarenta e três centavos).

Cerca de duzentas pessoas compareceram para acompanhar de perto a apresentação do orçamento.

Presente, a vereadora Vânia Mascarenhas, PDT, fez críticas a algumas contemplações, como é o caso da valorização à agricultura. Em sua fala, a pedetista alertou ao corpo técnico que errar é humano, mas permanecer no erro é “burrice”. “Venho sempre dizendo que é época de cuidar do povo. Os técnicos precisam ouvir mais a opinião da população e também dos secretários. Os nossos colonos são muito importantes para a nossa cidade e eu me coloco a disposição para aumentar o repasse para a secretaria de agricultura”, afirmou a parlamentar se referindo aos R$ 10.544.716,05 (Dez milhões, quinhentos e quarenta e quatro mil, setecentos de dezesseis reais e cinco centavos), destinados à Secretaria Municipal de Produção e Desenvolvimento Rural.

A opinião foi compartilhada pelo assessor parlamentar Cleido Braz,  que demonstrou indignação com a proposta para a agricultura. “Enquanto o município não direcionar mais dinheiro para agricultura, vamos continuar reféns do dinheiro que vem da mineração. Investir mais em agricultura é investir em geração de emprego e renda. Não faz sentido um município com essa arrecadação viver refém do CFEM da Vale. Precisamos repensar a questão da agricultura no município”.

Após a audiência, o documento retorna para aprovação do Legislativo.

COMENTAR VIA FACEBOOK

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.