Ossada é encontrada no Rio Parauapebas e pode ser de jovem desaparecido, em Canaã dos Carajás

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Foto: Clayton Viana

Uma ossada humana foi encontrada no Rio Parauapebas, a cerca de 27 quilômetros de Canaã dos Carajás, no final da tarde deste domingo, 26.

Os restos mortais foram encontrados por um pescador às margens do rio e, de acordo com o delegado Fernando Oliveira, podem pertencer a Lucas de Souza Pereira, de 20 anos, que se afogou no último dia 7 de março enquanto tentava completar a travessia do rio que, na ocasião estava com fortes correntezas.

O material foi encaminhado ao Instituto Médico Legal de Parauapebas onde passará por exame de DNA para a confirmação da identidade.

Entenda o caso (veja aqui)

Uma equipe do Corpo de Bombeiros de Canaã dos Carajás realiza buscas para encontrar o corpo de um jovem identificado até o momento apenas como Lucas, que se afogou no Rio Parauapebas, localizado na estrada de acesso ao Projeto S11D.

Lucas e outros dois amigos chegaram por volta das 15h no balneário onde beberam e tomavam banho. Algumas horas depois, os amigos resolveram atravessar o rio que passa por um período de cheia, um dos amigos conseguiu concluir a travessia, mas Lucas não conseguiu passar pela forte correnteza. Por duas vezes, a vítima ainda tentou retornar a superfície, mas se afogou. “Nesse dia o rio estava muito cheio por causa da chuva, eles chegaram aqui já com uma caixinha de cerveja, começaram a beber e tomar banho. Um tempo depois ele e o amigo foram ver quem conseguia chegar do outro lado do rio, o outro rapaz conseguiu atravessar, mas o Lucas ficou para trás. O outro amigo dele que não tentou atravessar disse que viu ele colocando a cabeça para fora do rio por três vezes para tentar nadar, mas depois afundou”, explicou Edson Dias, proprietário do balneário.

No mesmo dia, o Corpo de Bombeiros iniciou as buscas que se intensificaram no dia seguinte. “Nós chegamos aqui por volta das 18hs mas não havia muito o que fazer porque o horário já estava muito avançado. N domingo, 08, nós voltamos para cá, procuramos durante todo o dia mas não conseguimos encontrar o corpo”, informou Veloso, Capitão do CBM.

Na manhã desta segunda-feira, 09, as buscas pelo jovem que era servidor público foram retomadas. Em uma embarcação, uma equipe de militares desceu rio abaixo enquanto um outro grupo realizava em meio à vegetação. “Devido o tempo em que houve o afogamento, nós acreditamos que o corpo já subiu à superfície, só ainda não conseguimos localizar. Aqui tem muita pedra e também muita vegetação, por isso a gente acha que o corpo está preso em algum lugar”, prosseguiu o militar.

Deixe uma resposta

+ Sobre