Filha tenta esfaquear o próprio pai após ser repreendida em Canaã dos Carajás 

Foto: Silvia Lopes

Era início da madrugada desta quinta-feira, 14, quando uma guarnição da Polícia Militar de Canaã dos Carajás foi acionada para atender uma ocorrência no Bairro Vale do Sossego. Lorrane Sousa dos Santos, 18, foi quem acionou os militares alegando ter sofrido agressões físicas por parte do pai.

De posse das informações, a PM conduziu o suspeito de 45 anos até a delegacia. Uma testemunha contou que de longe Lorrane seria a vítima nessa história e que o pai apenas se defendeu das agressões da filha que tentou esfaquea-lo por ter sido repreendida na frente do namorado. “O pai dela chegou em casa por volta de meia noite e viu que ela estava no quarto com o namorado, ele falou que ela sabe que ele não gosta que ela leve homens lá e que era pra ela mandar ele embora. Ela ficou com raiva e começou a bater no pai. Teve uma hora que ela foi dar um tapa na cara dele e ele, por sorte ele conseguiu se afastar. Depois ela pegou uma faca e disse que ela podia fazer o que ela quisesse da vida dela. Para não ser esfaqueado, o pai dela segurou ela pelo braço e ficou a marca, e ela tá usando essas marcas pra dizer que foi agredida, mas na verdade, ela era quem estava agredindo”.

Veja também:  Black Friday movimenta comércio em Canaã dos Carajás

O homem foi preso e conduzido para a delegacia. Quando voltou para casa, por volta de 2h da madrugada, Lorrane batia no filho, uma criança de 9 meses, a mãe tentou intervir, mas também foi agredida pela filha que estava descontrolada. “A criança caiu no chão depois de ser agredida e a mãe dela pediu pra ela parar. Ela falou que o filho era dela e que ela fazoa o que quisesse com ele. Depois ela pegou a faca e tentou furar a mãe dela”., disse a testemunha.

A Polícia Militar foi acionada novamente pela primeira Lorrane quê e considerada uma pessoa problemática desde sua adolescência. “Ela sempre arrumou confusão. Mora na casa dos pais dela, é sustentada por eles e vive falando que eles não mandam nela. Ja teve problemas com o Conselho Tutelar, Polícia, essa não é a primeira vez que ela faz esses barracos dela”.

Na delegacia, a esposa do suspeito tentava provar ia inocência. “Quem tinha que estar presa era ela, que agrediu todo mundo, usou uma faca pra esfaquear e quer se passar por vítima”, finalizou.

COMENTE VIA FACEBOOK

Deixe uma resposta