ENTREVISTA: “Eu estou me preparando para a disputa eleitoral de Canaã dos Carajás”, afirma Zito Augusto

O Portal Canaã continua a série de reportagens onde abre espaço para que os pretensos candidatos ao cargo de prefeito possam apresentar seus pontos de vista em relação às eleições de 2020 em Canaã dos Carajás. Durante a rodada de entrevistas, abordamos temas considerados cruciais para o futuro da Terra Prometida.

Aos 15 anos de idade, Zito Augusto Correa se mudava para as terras férteis de Canaã dos Carajás para viver da agricultura, juntamente com a família. Com o passar dos anos, o mineiro da cidade de Brasilândia de Minas fincou raízes ao casar-se e tornar-se pai de dois filhos.

Trinta anos se passaram e Zito também foi construindo nome na política onde atuou como vereador e presidente da Câmara Municipal por dois mandatos seguidos (2001 a 2008). “Eu tenho um de histórico de vida aqui em Canaã dos Carajás, afinal já são trinta anos na cidade. Hoje eu vivo da atividade rural mas eu também já fui professor, estudei até metade do curso de pedagogia , pude dirigir o sindicato dos professores. Quando chegamos aqui na cidade, a minha família produzia, arroz, feijão, mandioca e milho. Foi aqui também que eu formei minha família, entrei para a política e comandei a Secretaria de Obras de 2013 a 2016 sob indicação do prefeito Jeová”, disse.

Eleição 2020

Não é mais segredo para ninguém, Zito Augusto, é um dos nomes que deve aparecer nas urnas durante as eleições municipais de 2020.
Em entrevista exclusiva ao Portal Canaã, o pré-candidato a prefeito respondeu alguns tópicos cruciais para o futuro da Terra Prometida, confira:

Portal Canaã – Por que você quer ser o próximo prefeito de Canaã dos Carajás?
Zito – Durante esse período eu venho me preparando cada vez mais e hoje eu me sinto na condição de ajudar a tocar a nossa cidade. Canaã se tornou uma cidade com um forte potencial minerário e que hoje é quem dá o tom na nossa receita municipal e na geração de emprego. Eu quero ser prefeito porque eu quero melhorar a nossa cidade cada vez mais. Quero distribuir a renda que é muito forte. Quero fazer com que as pessoas comam melhor e tenham mais saúde e educação de qualidade.

Portal – Você acha que seu trabalho à frente da Secretaria de Obras é o suficiente para que seja eleito?
Zito – Na Secretaria de Obras eu pude fazer um grande diferencial na aplicação dos recursos, inclusive. Fizemos um total de 104 quilômetros de asfalto, na qual eu me orgulho muito. Foi através dos recursos da Obras que nós construímos a feira do produtor rural e marcamos a diferença na infraestrutura da cidade. Eu dei a Canaã o que poucos municípios do Brasil têm, que é uma secretaria de obras estruturada, preparada para os desafios do futuro, montada com usina de asfalto, fábrica de bueiro, posto de combustíveis, restaurante. É uma secretaria com um funcionalismo preparado para fazer o que tem que ser feito. Construí várias pontes de concreto, ajudei na construção da rede de esgoto e água da cidade. Mesmo com toda a minha limitação, eu cumpri com minha obrigação e saí deixando uma relação muito boa com o Jeová e com os outros secretários.

Portal – Na sua opinião, Canaã está indo bem no quesito Educação?
Zito – Nós temos uma educação que não é ruim, mas eu diria que poderia ser muito melhor. Nós precisamos trazer mais cursos superiores e tornar a cidade uma referência nisso. Precisamos melhorar a questão das creches, porque nós somos uma cidade industrial onde as mães precisam trabalhar e as crianças não têm com quem ficar. Temos que investir em um ensino em tempo integral, desde a educação infantil até o ensino médio. Nós temos receita e gente para isso, só falta fazer de forma prioritária. Eu acredito que a gente só pode transformar uma nação através da educação. E nós queremos fazer de Canaã uma referência nessa área.

Saúde

Zito – Nós temos uma saúde básica boa, o que nós temos que brigar aqui é para fazer um pacto regional entre alguns municípios como Parauapebas, Curionópolis, Canaã dos Carajás entre outras cidades e trazer para a região, através de um convênio com o Governo do Estado, o Hospital Regional para que nós possamos atender os casos de alta e média complexidade e não ficar só dependendo de outras cidades que não são tão próximas da gente.

Desenvolvimento

Zito – Nós precisamos linkar a criação do Fundo Municipal de Desenvolvimento Econômico e Social que é uma iniciativa muito boa, com a desburocratização, para que empresários, produtores rurais, microempreendedores e os autônomos tenham acesso de forma real a esse fundo e fazer com que isso gere emprego e mais oportunidades. Eu acho que a principal [mola] hoje já está criada, que é o fundo, o que nós precisamos é só eliminar a burocracia e fazer com que ele chegue nas mãos dos empreendedores.

Cultura/Esporte/Lazer

Zito – Nós somos de uma cidade que possui várias culturas, gente de toda a parte do país, e nós precisamos juntar tudo isso. Mas só será possível através de uma política de cultura muito forte. Temos que pegar as secretarias e trabalhar nisso junto com o nosso povo. Precisamos tirar os nossos jovens das drogas e leva-los para o esporte. Temos que aproveitar e investir no que o nosso povo tem de melhor que é a cultura.

Emprego

Zito – Não temos como gerar emprego e renda se não melhorarmos a economia, trazer mais empresas, melhorar a questão do polo industrial e fazer com que o recurso de nossa cidade fique realmente aqui, nós temos como fazer isso e vamos fazer com muita energia. Vamos investir forte na agricultura familiar, um dia o minério vai acabar e nós precisamos gerar outras alternativas de renda e uma delas é fortalecer o nosso comércio e subsidiar a agricultura. Nós temos as melhores terras do Brasil e precisamos elevar a nossa capacidade de produção e vamos trazer para cá um convênio com a Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária) que é para transferir tecnologia aos nossos produtores.

Na ocasião, Zito que atualmente está filiado ao PDT –Partido Democrático Trabalhista, falou sobre sua relação com Jeová Andrade, MDB – Movimento Democrático Brasileiro. “Eu tenho uma relação muito boa com o Jeová, a melhor possível. Eu saí do governo por foça política, passei quatro anos com ele, dei a minha parcela de contribuição e sai de cabeça erguida do governo e entendo que cumpri o meu papel ali”.

Zito prosseguiu reconhecendo que Andrade já fez muito pela cidade, no entanto, admite que os avanços poderiam ter sido bem maiores. “O Jeová fez muita coisa, se você pegar a Canaã de antes e a Canaã de hoje a diferença é clara. É óbvio que nós temos uma receita diferenciada e por isso eu acredito que daria para ter feito muito mais. Tem uma parcela da sociedade que está marginalizada, que ainda não tem acesso à educação, saúde de qualidade, dignidade, emprego e essa responsabilidade é do município. Para ser feito isso, é preciso distribuir renda com dignidade. Nós precisamos criar programas para transferir dinheiro para essas pessoas e é isso o que eu quero fazer, dar um cartão para os moradores e transferir em suas contas as receitas do município, seria uma espécie de bolsa para poder melhorar a condição de vida das pessoas que não tem acesso ao emprego, trabalho e renda”.

Para o pretenso candidato, a burocracia mantida pelo atual gestor em relação à instalação de novos empreendimentos e o pouco incentivo à agricultura familiar tem sido uma pedra no sapato de quem deseja investir na cidade. “Desburocratizar o sistema em todos os sentidos é com certeza a saída para o desenvolvimento de Canaã. Estamos falando de uma cidade que é a mais rica do Brasil hoje, e que, querendo ou não, os nossos empresários querem ser fornecedores daqui. O nosso produtor rural, por exemplo, não consegue vender a merenda escolar para o município, por isso nós precisamos qualifica-lo para ele produzir e vender aqui na cidade. A galinha que nós consumimos, por exemplo, vem de outras regiões do país porque aqui não tem viabilidade econômica para isso. Portanto, nós precisamos construir essa cadeia para poder gerar emprego e renda aqui na cidade. É todo um ciclo que nós precisamos discutir e o município tem que participar disso através de recurso, tecnologia e com energia pública”.

Ao finalizar a entrevista, o pré-candidato disse estar pronto para construir uma campanha baseada em uma Canaã mais promissora. “Essa é a primeira vez que coloco meu nome a disposição para prefeito, eu estou muito feliz com esse início de proposta de caminhada. As pessoas têm me passado uma energia muito positiva. Eu acho que nós estamos em um processo de construção. Eu fui professor, sindicalista, ganhei eleição, perdi eleição, já fui candidato a deputado estadual, já fui secretário e eu acho que todo esse conjunto me constrói.

Tudo o que eu passei entre críticas e elogios me ajudaram a estar qualificado para o cargo de prefeito dessa cidade nesse momento. Eu estou me preparando para a disputa eleitoral e respeito muito a todos e vou construir a minha caminhada, vamos construir nossa proposta e um programa de governo que seja a cara do povo e que possa ser viável de ser aplicado durante os próximos quatro anos”.

COMENTE VIA FACEBOOK

Deixe uma resposta