Em audiência, cidadãos cobram melhorias e alfinetam o governo Jeová – Portal Canaã

Em audiência, cidadãos cobram melhorias e alfinetam o governo Jeová

“Nós não precisamos de voz, porque voz nós já temos, o que precisamos é ser ouvidos”

Foto: PMC

A Câmara Municipal de Canaã dos Carajás promoveu na noite desta segunda-feira, 27, uma audiência pública onde o objetivo era elaborar a Lei Orçamentária Anual (LOA) 2020, que é o instrumento que possibilita a realização das metas e das prioridades financeiras estabelecidas pela LDO – Lei de Diretrizes Orçamentárias.

A audiência teve a participação ativa da comunidade que lotou o plenário.

Na tribuna, Heleno Júnior fez duras críticas ao governo “Construindo o caminho para o desenvolvimento”. Para o estudante universitário, o município precisar atentar mais para educação além de investir no protagonismo juvenil. “Existem várias fragilidades com a juventude de Canaã. Existe uma meta aqui no município que é implantar o departamento da juventude até 2020, não importa o valor, a gente quer isso implantado aqui. Nós precisamos melhorar, e muito, a nossa educação básica é péssima. Temos baixo investimento em cultura. Cultura não é contratar um cantor de fora pra festas e jogar os jovens lá, bebendo e fumando, porque é isso o que eu vejo”. Heleno seguiu falando sobre os casos de suicídio envolvendo a depressão e questionou o governo. “Os jovens aqui não são ouvidos, eles estão morrendo. Eles estão sofrendo de depressão e ninguém está sabendo, pais ou amigos, ninguém sabe. O que eu quero saber é, o que é que vai ser feito na saúde pública mental dos nossos jovens? Nós não queremos migalhas, nós queremos o máximo. Nós precisamos de oportunidade. Precisamos do departamento da juventude aqui em Canaã. E eu quero saber se vocês podem fazer isso para ajudar os jovens. Os jovens precisam ser mais ouvidos”, concluiu.

Quem também discursou foi Davi Fabrizi, que reforçou a cobrança de mais tenção à juventude. “Nós queremos fazer parte da política e ser influenciadores. Futuramente nós estaremos sentados onde os senhores estão, então, nós jovens estaremos atendendo os descendentes de vocês, como médico. Como professores estaremos auxiliando na questão da educação, mas para isso, nós precisamos estar qualificados. Nós não precisamos de voz, porque voz nós já temos, o que precisamos é ser ouvidos”, exigiu o estudante.

Ao final de seus discursos, os dois estudantes foram ovacionados.

Do valor previsto para 2020, Mosheh Costa, diretor administrativo da COOAFAC (Cooperativa Agroecológica e da Agricultura Familiar de Carajás), pediu aos dois Poderes que destinassem uma boa fatia do bolo para fomentar a agricultura. “ O governo tem a obrigação de distribuir bem o dinheiro; queremos assistência técnica regular, adubo para plantio, capacitação para o agricultor e muito mais. A agricultura precisa ser fomentada”, disse.
Em seu discurso, o secretário de planejamento, Gean Meirey destacou a importância da população no debate. “Vamos construir o orçamento de 2020 com a participação popular”.

Após o debate em torno da LDO, o governo deve elaborar a Lei Orçamentária Anual (LOA), referente ao ano de 2020, e, em nova audiência pública, debatê-la junto à comunidade, o que deve acontecer no segundo semestre de 2019.

COMENTAR VIA FACEBOOK

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.