Comissão propõe retorno das aulas presenciais em Canaã dos Carajás

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Escola Benedita Torres / Foto: @jorgeclesio

Em uma reunião realizada na manhã desta quinta-feira, 22, com a Secretaria Municipal de Educação (SEMED), membros do Conselho Municipal de Educação (CMECC) e o departamento de Vigilância em Saúde, a Comissão de Educação, Cultura, Saúde e Meio Ambiente da Câmara Municipal de Canaã dos Carajás, propôs um plano de retomada das aulas no formato presencial nas escolas da rede pública municipal. A expectativa é que os alunos retornem às salas de aula já no início do segundo semestre de 2021.

“O Estado do Pará ainda está em bandeira vermelha, os números de casos do mês passado para cá já tiveram uma queda significativa e nós estamos com o desafio de construir um protocolo de segurança para que os nossos alunos possam voltar às salas de aula”, destacou Maria Pereira, presidente da Comissão.

As atividades presenciais estão suspensas desde o dia 18 de maio de 2020 em razão da pandemia causada pela Covid-19.

Na ocasião, a comissão sugeriu a inclusão de uma série de medidas sanitárias como: Distribuição de máscaras e face shield para professores e alunos, dedetização semanal das escolas, implantação, se possível, do horário intermediário, exclusão do regime integral da EMEB Ronilton Aridal da Silva, aumento na frota de transporte escolar, servir a merenda escolar por turma e atendimento socioemocional.

“Nós estamos preocupados com a vida social dos nossos alunos. Muitas das mulheres da nossa cidade não estão podendo trabalhar porque não têm com quem deixar seus filhos. A violência contra crianças e adolescentes aumentou nesse período de pandemia e nós precisamos nos reinventar”, prosseguiu a presidente.

A Secretária Municipal de Educação Roselma Feitosa, apresentou o Plano de Retorno às Aulas Presenciais, mas destacou o Decreto Nº 0800/2020 do Governo do Estado que veta o retorno das aulas presenciais nas escolas públicas. “Para retomar às aulas presenciais, a Educação precisa de autorização das autoridades sanitárias e precisamos também de uma Legislação do Conselho Nacional ou do Ministério da Educação, além da revogação do decreto estadual”.

  Vereador Anderson Mendes indica criação de escola técnica municipal em Canaã dos Carajás

A secretária reforçou ainda que o momento é de sensibilização e que, caso as escolas sejam reabertas, os alunos que não tiveram acesso à plataforma digital serão priorizados.

“O momento é de nós fortalecermos o ensino remoto, nos cuidarmos para que logo nós possamos fazer esse retorno. No ano passado a SEMED construiu o Plano de Retorno das aulas presenciais e ele está sendo reformulado para resguardar a vida dos nossos servidores, dos nossos alunos e de seus familiares. Se o bandeiramento for favorável, existe sim a possibilidade das aulas retornarem em agosto”, finalizou a secretária.

A Comissão irá fazer um estudo do projeto desenvolvido pela SEMED, buscar legalidades para o retomada das atividades e pedir agilidade na desocupação da EMEF Benedita Torres que hoje abriga o Hospital de Campanha.

“Esse é um momento de discussão e criar protocolos viáveis. A nossa preocupação é que as aulas retomem o mais rápido possível, mas com muita segurança e responsabilidade”, reforçou o presidente da CMCC, Dinilson José.

 

 

Deixe uma resposta

Leia mais

Royalties recebidos em 2021