Canaã entre as cidades que mais cresceram neste século no Brasil

A exemplo do que ocorreu com a exploração do ferro e manganês pela mineradora Vale no município de Parauapebas na Serra dos Carajás, os trabalhos de instalação e início da operação da mina de Cobre do Sossego e recentemente a implantação do maior projeto de minério de ferro da história da Vale o complexo S11D Eliezer Batista, mobilizou pessoas de várias partes do território paraense e do Brasil, em busca de trabalho. Por conta disso o município sofreu uma explosão populacional, saltando de 11.425 habitantes em 2001, para 36.027 habitantes em 2017, segundo nova estimativa da população divulgada nesta quarta – feira (30) pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia Estatística).

No século 21, o município obteve a surpreendente taxa de crescimento de 215%. Com este crescimento desordenado, a cidade convive atualmente com o dilema em ser considerada como um importante polo de desenvolvimento regional, enquanto sua população local e flutuante ainda se vê envolta com imensas desigualdades econômicas e sociais.

Com o fim de obras no complexo S11D Eliezer Batista, cidade vive consequências da desaceleração. De principal polo de atração de emprego a cidade que atinge o pior resultado da história no primeiro trimestre de 2017, um ano marcado por manifestações na terra prometida como é conhecido o rico município de Canaã dos Carajás.

O levantamento censitário realizado pela Prefeitura Municipal de Canaã dos Carajás, por meio da sua Secretaria de Saúde, no ano de 2014, resultou em dados populacionais bem mais expressivos que aqueles estimados pelo IBGE/DPE. Segundo este estudo o município se apresenta com população residente de 52.862 habitantes, trata-se de diferença percentual da ordem de 57% entre as duas pesquisas.

Ranking das cidades que mais cresceram 

 

COMENTE VIA FACEBOOK

Deixe uma resposta