Canaã dos Carajás tem população de apenas 36 mil pessoas, diz IBGE 2017

A população de Canaã dos Carajás aumentou entre 2016 e 2017, apenas 3,3%, que são 1.174 habitantes.

Foto: Seny Lima / Portal Canaã

A população estimada em 2017 de Canaã dos Carajás é de apenas 36.027 pessoas, segundo dados divulgados nesta quarta-feira (30) pelo IBGE. Um quarto dos 5.570 municípios brasileiros (1.378 municípios) teve redução populacional. A estimativa anterior, lançada em 2016, era de 34. 853, e em 2015 era de 33.632 de habitantes. Esses números contradizem as afirmações da Prefeitura do Município, que diz ter mais do dobro do que afirma o IBGE, mas a prefeitura nunca provou os dados. A “Terra Prometida”, foi a cidade que teve o maior aumento de eleitores no Brasil nos últimos quatro anos, de acordo com os dados do Tribunal Regional Eleitoral do Pará o município dispunha de 39.832 eleitores.

O levantamento do número de habitantes é de grande importância para os Municípios uma vez que serve de base para definição dos coeficientes de repasse de recursos ao Fundo de Participação dos Municípios (FPM). Como se sabe, o repasse dos recursos aos Municípios é feito de acordo com o número de habitantes, onde são fixadas faixas populacionais, cabendo a cada uma delas um coeficiente individual.

Conforme os dados divulgados, a população estimada de Canaã dos Carajás aumentou entre o ano passado e este ano, apenas 3,3%, que são 1.174 habitantes. O aumento é menor que em 2016 comparados a 2015, onde aumentou 3,63%.

Metodologia de contagem

De acordo com o IBGE, a população de cada município brasileiro foi estimada por meio de um procedimento matemático. Tais estimativas são o resultado da distribuição das populações dos estados, projetadas por métodos demográficos, entre seus diversos munícipios.

O método de cálculo baseia-se na projeção da população estadual e na tendência de crescimento dos municípios, delineada pelas populações municipais captadas nos dois últimos Censos Demográficos (2000 e 2010). As estimativas municipais também incorporam alterações de limites territoriais municipais ocorridas após 2010.

As estimativas populacionais municipais são um dos parâmetros utilizados pelo Tribunal de Contas da União no cálculo do Fundo de Participação de Estados e Municípios e são referência para vários indicadores sociais, econômicos e demográficos. A divulgação anual obedece ao artigo 102 da Lei nº 8.443/1992 e à Lei complementar nº 143/2013.

Redação/Portal Canaã

COMENTE VIA FACEBOOK

Deixe uma resposta