Buracos tomam conta de rua e atrapalham trânsito em Canaã dos Carajás – Portal Canaã

Buracos tomam conta de rua e atrapalham trânsito em Canaã dos Carajás

Foto: Silvia Lopes

Em Canaã dos Carajás, trafegar pela Rua São José, localizada no Bairro dos Carajás, virou uma missão de risco para motoristas e pedestres. Diariamente, os usuários da via que liga as Avenidas Weyne Cavalcante no centro da cidade e Pará, Paraíso das Águas precisam fazer malabarismos para evitar cair nos buracos existentes na via. “Está ficando cada vez mais difícil andar por aqui, a gente desvia de um buraco, mas cai em outro. A prefeitura precisa resolver essa situação o mais rápido possível”, criticou Goiano, motorista.

No lugar do asfalto, buracos e mais buracos. A lama ganha destaque em torno dos trechos sem pavimentação. Uma cratera se abriu onde existia o meio-fio. A via está tão comprometida que obriga os motoristas a se arriscarem na contramão. Marcone trabalha como mototatixista e disse que a situação fica ainda pior quando chega a noite. Segundo o trabalhador, os buracos contribuem para o aumento no número de assaltos na cidade. “Eu até evito passar por aqui, porque os meus clientes têm medo, é muito buraco e a gente precisa reduzir a velocidade, o que nos torna alvos fáceis de assaltantes. A gente passa por aqui para cortar caminho, mas daqui a pouco, nem moto passa mais e se alguém se arriscar é só pra ter prejuízo”, explicou.

Foto: Silvia Lopes

Procurado pela reportagem, o Secretário de Obras Edson Souza, informou que o Bairro dos Carajás é de propriedade particular e pertence a um empresário residente no município de Parauapebas e que o mesmo ainda não repassou a documentação necessária para que a prefeitura assumisse qualquer compromisso. “Na realidade, são duas ruas que nós temos a intenção de mexer, Rua São José e Amazonas. Trata-se de um bairro de propriedade particular na qual a prefeitura nunca recebeu da empresa loteadora e por sua vez, não pode entrar lá com infraestrutura”, explicou.

Souza disse ainda que já está sendo feito um levantamento no local e que o proprietário do loteamento, o empresário Amilton Ribeiro, propôs repassar lotes como forma de pagamento para a prefeitura. “Nossa equipe sentou com os representantes da loteadora e vamos ver quantos metros da rua precisam de serviço e ver o valor. A loteadora disse que tem uns lotes lá. Nós vamos avaliar o serviço e os lotes, se o valor dos lotes cobrir o serviço, eu entro com toda a infraestrutura depois que esse documento estiver assinado e só então faço as obras naquela rua e a prefeitura pega o lote. Vamos supor que tudo dê um milhão, então a prefeitura pega os lotes como área pública e eu entro com toda a minha equipe para fazer a obra”.

Edson disse ainda que a prefeitura não tem autorização para fazer nenhum serviço em loteamento privado. “Antes que saia essa decisão nós da Secretaria de Obras não podemos entrar nesses lotes privados. Esse serviço é de extrema necessidade para o nosso povo. O orçamento ainda não foi feito, o que está sendo feito é o levantamento que vai chegar a um valor e aí chamamos a loteadora para sentarmos e definirmos. Se valor dos lotes pagar a conta do serviço, nós vamos fazer, senão, infelizmente, vai continuar do jeito que está”, finalizou o secretário.

Canaã dos Carajás Foto: Seny Lima / Portal Canaã

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.