Lindbergh pede esquerda nas ruas contra ‘golpistas’ e adeptos da intervenção militar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

O senador Lindbergh Farias (PT-RJ), em pronunciamento nessa segunda-feira (28),  fez apelo às forças de esquerda e aos apoiadores do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para que tomem as ruas contra os movimentos de “golpistas” e de adeptos da intervenção militar. Ele manifestou temor diante do domínio da direita nas manifestações e disse que o povo precisa expressar sua rejeição ao presidente Michel Temer e a seu programa de retirada de direitos sociais.

– A saída passa pela eleição do Lula. Lula tem uma força gigantesca entre o povo. A prisão dele fez parte do golpe.

Segundo Lindbergh, as forças políticas responsáveis pelo impeachment da presidente Dilma Rousseff estão “desesperadas” com a rejeição do povo e a falta de um candidato viável que defenda suas teses. Ele ponderou que, embora os adeptos da intervenção militar sejam “minoritários”, requerem cuidados, pois seus protestos podem crescer além do controle, como ocorreu em 2013.

O senador fluminense acusou o presidente da Petrobras, Pedro Parente, de ter cedido aos interesses de acionistas da companhia ao implementar a “loucura” dos aumentos frequentes dos preços dos combustíveis. Lindbergh Farias disse considerar inadmissível o governo federal “enrolar o povo” com a proposta de redução do preço do óleo diesel sem mudar a política de preços para os outros combustíveis. Ele acredita que a candidatura de Lula será registrada como forma de resistência da democracia contra a “extrema-direita fascista” sem compromisso com o país.

Com informações da Agência Senado

Deixe uma resposta

+ Sobre