Entrevista com Cristiano Leão Técnico de Segurança do Trabalho

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Hoje 27 de novembro dia dos Profissionais da Segurança do Trabalho o Site Portal Canaã  entrevista Cristiano Pereira da Costa Leão, Técnico em Segurança do Trabalho, Instrutor Técnico, Auditor Interno ISO 14001 e Auditor Interno ISO 9001, Graduado em Engenharia de Produção atualmente é consultor, a entrevista tem como principal objetivo aborda os, mas variados assuntos sobre segurança e saúde do trabalho com este especialista em prevenção.

1 – Porta Canaã: O senhor poderia esclarecer a quem tem interesse de fazer o curso o que abrange esta profissão?

Cristiano Leão: No meu ponto de vista, três pontos importantes: primeiro vem à questão  legal, a Legislação. Para o estudante ir tomando ciência das responsabilidades e atribuições dele. O segundo aspecto é a questão do Ser – Humano. A pessoa deve ter um sentimento, ter uma percepção para identificar nas pessoas que trabalham no local um comportamento complicado, uma pessoa com desvio de comportamento nas suas atividades, uma pessoa que não se planeja, uma pessoa que não se organiza… enfim, tem esse aspecto psicológico. E outro ponto é o Cuidado. A segurança no trabalho hoje está muito burocratizada, é muito documento. Então, as empresas e o próprio profissional podem querer atender essa questão burocrática e esquecer o lado humano. A segurança no trabalho tem um cunho social muito importante, que é evitar pessoas dependentes da Previdência Social, pais de família encostados, enquanto muitos profissionais estão centralizados na burocracia.

2 – Portal Canaã: Qual a média salarial de um profissional da área?

Cristiano Leão: Pesquisas salariais mostram que o salário médio para os profissionais da área gira em torno de R$1.742,00 para o assistente, R$3.012,00 para o técnico e R$4.629,00 para o engenheiro de segurança do trabalho. A realidade no município de Canaã dos Carajás e região o salário para iniciante é R$1.200,00 e acima de  2 anos de experiência R$2.700.00.

3 – Portal Canaã: Qual  o maior desafio da segurança do trabalho  no  Brasil?

Cristiano Leão: A conscientização dos trabalhadores. E dentro dessa questão dos trabalhadores, eu incluo também os encarregados. Existem encarregados bons, produtivos, mas com a mentalidade meio arcaica, o que dificulta a prevenção. O interessante é que você não consegue classificar todos de uma única forma. É também importante saber identificar os líderes naturais do grupo. São os agentes multiplicadores.

4 – Portal Canaã:  O que você pensa sobre o trabalho em jornada de turno para os profissionais da segurança do trabalho?

Cristiano Leão: É Muito importante à presença dos profissionais de segurança nos turnos de trabalhos, principalmente a equipe de saúde para acompanhar os desempenhos de cada trabalhador, técnicos de enfermagem e enfermeiros técnicos de segurança também pra fiscalizar melhor as atividades de turnos.

 5 –  Portal Canaã:  O que deve ser feito para a redução de acidentes?


Cristiano Leão: Faça com que o seu local de trabalho seja confortável, propiciando assim mais estímulo e um maior cuidado com as atividades mais perigosas, procure organizar o local de trabalho, ou seja, deixe os objetos nos seus devidos lugares e bem guardados. Isso impede as improvisações, diminuindo os acidentes, esteja sempre informado quanto aos riscos e cuidados que envolvem as suas atividades e as formas de proteção disponíveis para diminuir esses riscos, participe de atividades e cursos de prevenção de acidentes sempre que a empresa os promover, procure aplicar as medidas e dispositivos de prevenção de acidentes de trabalho, sugira à empresa palestras e cursos sobre prevenção de acidentes, no seu local de trabalho use sempre a proteção individual recomendada, se acha que é incomoda ou desajustada, informe-se com os responsáveis da segurança da empresa.

6–    Portal Canaã:  Deixe um recado para nossos leitores?

Cristiano Leão: O trabalho tanto do técnico de segurança quanto do engenheiro em segurança, tem um produto muito valioso. O nosso produto final se chama ser – humano. Não adianta você ter um sistema de gestão complexa e alinhada se acontecer uma fatalidade, ou seja, se uma pessoa vier a falecer ou sofrer um acidente que vai ficar uma sequela. É um pai que deixa de alimentar um filho, é uma pessoa que hoje depende de parentes, o que é muito triste… O nosso produto é o ser – humano. Essa é a mensagem que eu deixo.

REFLEXÃO: De nada adianta você ter todos os EPIS, se seu comportamento diante de situações de risco é inseguro, ou seja, age com imprudência e descaso, colocando sua vida e de outros em risco. Concorda? Portanto, pense que a sua vida não tem preço, e ela é o seu maior patrimônio, concorda? Enfim, não vamos ser mais um na estatística dos acidentes… A vida não tem preço, por isso investir em nossa segurança individual jamais será caro… PENSE NISSO…abraço a todos e gostaria de opiniões dos integrantes do grupo a respeito dessa questão: SÓ OS EPIS BASTAM PARA TER SEGURANÇA?

Cristiano Leão – Técnico em Segurança do Trabalho

 

Seny Lima da Redação do Portal Canaã

 

 



 

 

Já sabe quem são os candidatos do seu estado pra eleições 2022?

AC AL  AM  AP  BA  BRASIL  CE  DF  ES  GO  MA  MG  MS  MT  PA  PB  PE  PI  PR  RJ  RN  RO  RR  RS  SC  SE  SP  TO 

Deixe uma resposta

Ofertas