Justiça nega habeas corpus aos vereadores Josineto e Arenes, de Parauapebas

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Vereadores de Parauapebas são acusados de peculato, corrupção e fraude.

As Câmaras Criminais Reunidas do Tribunal de Justiça do Pará (TJPA), em sessão realizada na segunda-feira (9), negaram pedido de habeas corpus requerido pelos vereadores Josineto Feitosa de Oliveira, José Arenes Silva Souza de Parauapebas.

Eles estão afastados do cargo e proibidos de acessar e frequentar qualquer órgão da administração pública direta ou indireta, especialmente na Câmara de Vereadores e na Prefeitura Municipal, excetuando-se os prédios do Ministério Público Estadual e Poder Judiciário. Através dos habeas corpus, requereram a revogação das medidas protetivas para retornarem às suas funções legislativas. 😛

Os vereadores são acusados de prática e/ou beneficiamento de práticas como peculato, corrupção passiva, fraude em licitação e associação criminosa. 😮  Conforme as investigações do Ministério Público do Pará e da Polícia Federal, na Operação Filisteu, as fraudes nas licitações públicas teriam ocorrido entre os anos 2013 e 2014. As licitações tinham como objetivo a aquisição de veículos e alimentos para a Câmara Municipal.

Redação do Portal Canaã



 

 

Já sabe quem são os candidatos do seu estado pra eleições 2022?

AC AL  AM  AP  BA  BRASIL  CE  DF  ES  GO  MA  MG  MS  MT  PA  PB  PE  PI  PR  RJ  RN  RO  RR  RS  SC  SE  SP  TO 

Deixe uma resposta

Ofertas