Tragédia: Lancha com 109 passageiros naufraga no norte do Pará

Na manhã desta quinta-feira (8), uma embarcação naufragou nas proximidades da Praia Funda, na ilha de Cotijuba, em Belém. Em imagens compartilhadas nas redes sociais, é possível ver a força tarefa montada por moradores para o resgate das vítimas.

Segundo testemunha, a lancha do Expresso Salmista, saiu na madrugada da última quarta-feira, 7, do Porto Beiradão, na Vila Camará (Cachoeira do Ararari) e pegou passageiros no Porto da Foz do Rio Camará, em Salvaterra.

Além dos moradores, profissionais do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) continuam socorreram as vítimas, incluindo crianças que estão recebendo os primeiros atendimentos.

De acordo com a Defesa Civil, os tripulantes eram moradores de Cotijuba que vinham do Marajó. Um morador apelou: “Quem tiver lancha e barco, venham aqui na praia funda. Naufragou um barco e ainda tem pessoas precisando de ajuda”, disse.

https://www.instagram.com/p/CiQPsk7rrNL/?igshid=YmMyMTA2M2Y=

A Agência de Regulação e Controle de Serviços Públicos informou que a embarcação não tinha autorização para o transporte de passageiro e o embarque foi de um local clandestino. Foram identificadas 32 pessoas vivas e até o momento, não existe um número exato de pessoas mortas no naufrágio.

A lancha transportava 109 Passageiros, 32 foram resgatados vivos, até agora, e a Arcon já conformou 14 mortes. As vítimas estão sendo direcionadas para a Unidade Básica de Saúde (UBS) de Cotijuba, para Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Icoaraci e para a UBS Marambaia. A Sesma ainda não tem informações sobre a quantidade de vítimas deste acidente.

O governador do Pará, Helder Barbalho, cancelou sua agenda no sudeste do Pará para dá atenção ao ocorrido. Segundo Helder, o culpados serão penalizados.

 

 

(Com informações do portal Roma News e G1 Pará)

Receba as notícias do Portal Canaã

Siga nosso perfil no Google News

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *