Projetos de Associações Comunitárias de Parauapebas favorecem produção agropecuária

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Cinco comunidades da zona rural de Parauapebas, no Pará, desenvolvem projetos capazes de alavancar a produção agropecuária no município. Com as propostas idealizadas pelas próprias associações comunitárias, cerca de 350 famílias serão beneficiadas com a geração de emprego e renda no campo. As iniciativas contam com o apoio da Vale, por meio do projeto Ramal Ferroviário S11D.

Na última sexta-feira, 18/12, a comunidade de Fazenda Juazeiro recebeu uma patrulha mecanizada, composta por um trator e 12 equipamentos agrícolas e inaugurou a nova sede reformada e um galpão/oficina do maquinário. A proposta foi da Associação dos Pequenos Produtores Rurais do Acampamento Nova Esperança (Aprane) e irá contribuir para a melhoria da produção de mais de 50 famílias que fazem parte da associação. Além disso, serão implantadas na comunidade unidades de criação de frango e de peixe.

“Ao apoiar estes projetos, nosso objetivo é contribuir com a geração de emprego e renda, fornecendo a assistência necessária, para que a comunidade se desenvolva de forma independente com uma atividade econômica, que também é vocação da região e que tem capacidade de promover uma mudança de qualidade de vida para essas famílias e das gerações futuras” relatou João Coral, gerente executivo de Relacionamento com Comunidades Norte

  Onça-pintada: Parque Zoobotânico Vale tem novo residente

Para a presidente da Aprane, Noeme Rodrigues da Silva, o conjunto de equipamentos chega para beneficiar os produtores. “Eu creio que vai gerar um agricultura familiar mais concretizada, trazer mais benefício para a nossa comunidade, porque vai ter mais plantio, vai englobar mais pessoas no trabalho, e mais renda para a população e até mesmo para o município”, declara ela.

A ideia é fomentar o desenvolvimento agropecuário do município, com a valorização do produtor local. Além da Fazenda Juazeiro, outras quatro comunidades são beneficiadas com projetos, como a Associação do Assentamento Santo Antonio, Associação do Assentamento Onalício Barros, Cooperativa dos Produtores de Alimentos de Palmares II e Associação dos produtores Rurais do Assentamento de Palmares Sul.

Produto Local

Por meio da proposta da Cooperativa dos Produtores de Palmares II, o objetivo é fazer com que a farinha do produtor de Parauapebas se torne um item nas prateleiras do mercado local, hoje o produto presente nos supermercado é importado. A Vale entrou com o recurso financeiro para apoio na montagem de uma casa de farinha. A obra já está em construção. A previsão da Cooperativa é de que 150 produtores deverão ser beneficiados.

Na região de Palmares Sul e II, a produção de leite também deve avançar. Projeto idealizado pela Associação beneficiará cerca de 80 produtores, com orientação quanto ao manejo da pastagem, dos animais até o controle da produção e gerenciamento da propriedade em termos de produção e controles climático, zootécnico e financeiro. Em alguns locais, os primeiros resultados já aparecem. A produção do leite subiu de 20 para 70 litros por dia com o mesmo rebanho.

  Onça-pintada: Parque Zoobotânico Vale tem novo residente

Resultados

Um dos exemplos de sucesso do apoio à produção local está no Laticínio Estação Conhecimento Apa do Gelado. Iniciado em 2014, o laticínio, que emprega hoje 20 pessoas, segue transformando diariamente quatro mil litros de leite, absorvidos da produção leiteira de 50 famílias, em leite integral pasteurizado, queijo muçarela e manteiga de primeira qualidade. A venda já chegou aos supermercados, que apoiam a comercialização da produção local.

 

 



 

 

Já sabe quem são os candidatos do seu estado pra eleições 2022?

AC AL  AM  AP  BA  BRASIL  CE  DF  ES  GO  MA  MG  MS  MT  PA  PB  PE  PI  PR  RJ  RN  RO  RR  RS  SC  SE  SP  TO 

Deixe uma resposta

Ofertas