“Cachorro Morto”: é como a Câmara de Parauapebas considera Aurélio Goiano

O vereador retornou ao cargo e garantiu que continuará fazendo o que sempre fez
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Aurélio Goiano

Nesta quinta-feira(3) foi um dia emblemático na Câmara de Vereadores de Parauapebas. Na segunda sessão ordinária do ano, os vereadores tiverem que receber – “à força” – aquele que já tinham expulsado por ser uma “pedra no sapato” entre os Pares. Receberam o vereador, Aurélio Goiano, o único que fazia e fará oposição ao governo, na casa de leis.

Ao seu estilo, Aurélio, atacou, ironizou e fez pouco dos pares, que segundo ele “vendeu os sonhos” ao “jabuti“, nome dado por ele ao alto escalão do governo Darci Lermen.

“É um prazer estar aqui olhando para vossas excelências”, ironizou Aurélio.

Aurélio afirmou que seguirá fiscalizando, ‘querendo os pares ou não’:

“Continuarei sendo fiscal do povo que essa cidade merece. Onde me chamar, eu vou. Onde tiver denúncia, eu irei apurar, querendo, meia dúzia aqui (apontando aos colegas), ou não.”, afirmou Aurélio.

O vereador ainda acusou os demais vereadores de enriquecimento ilícito.

“Eu farei o impossível para que essa cidade escreva uma nova história. Lamento, por ter estado aqui e atrapalhado as vossas excelências no enriquecimento ilícito.”, atacou o parlamentar.

Vereador Aurélio Goiano

A falas de Aurélio deixou o público presente animado, mas não foi o mesmo temperamento que ficou em alguns de seus colegas, que fingiam não escutar e buscavam amenizar o clima de tensão. Mas, foi a partir daí que, um dos alvos das falas de Aurélio, o vereador Elvis, o Zé do Bode, também rasgou o verbo e deixou escapar um possível acordo entre eles, que é de simplesmente ignorar Aurélio.

  Mineradora Ligga inicia atividades em Parauapebas

Elvis, afirmou que não tinha “sangue de barata“, para aguentar tudo em silêncio, e afirmou que apesar do acordo entre eles de “não chutar cachorro morto“, iria falar o que estava na garganta.

Elvis, apesar da tentativa do presidente, Brás, em pedir que não prosseguisse a discussão, expôs que havia um acordo para que todos ignorassem Aurélio, o que foi seguido pelos demais.

“Fizemos uma reunião recente. Agora eu não consigo me silenciar. Brás, Zacarias, me perdoem… Nós fizemos um compromisso para não darmos importância para cachorro morto, mas eu não consigo tanto cinismo.”, falou o vereador.

A fala do vereador deixou explícito a insatisfação dos colegas com o retorno do parlamentar e, de que estariam ‘alinhados’ para ignorar as participações do polêmico vereador.



 

 

Já sabe quem são os candidatos do seu estado pra eleições 2022?

AC AL  AM  AP  BA  BRASIL  CE  DF  ES  GO  MA  MG  MS  MT  PA  PB  PE  PI  PR  RJ  RN  RO  RR  RS  SC  SE  SP  TO 

3 respostas em ““Cachorro Morto”: é como a Câmara de Parauapebas considera Aurélio Goiano”

É o único vereador que tem coragem de falar e mostrar a corrupção desse município. Parabéns vereador pela coragem! Continue fiscalizando essa cambada de corruptos.

Deixe uma resposta

Ofertas