Parauapebas é o quarto município do Pará a receber a oficina do Cultura na Praça

Foto: Ivan Oliveira

Depois de passar pelos municípios de Ourilândia do Norte, Canaã dos Carajás e Curionópolis, o projeto Cultura na Praça, patrocinado pelo Instituto Cultural Vale, por meio da Lei Federal de Incentivo à Cultura, promoverá uma oficina gratuita de cinema em Parauapebas, no sudeste do Pará. As atividades serão destinadas a adolescentes e jovens de 13 a 19 anos e acontecerão de 26 a 29 de março.

 De espectadores a cineastas, os participantes vivenciarão o cinema pelo outro lado da tela. Com orientação do diretor, produtor e roteirista de cinema Cris Azzi, que também é coordenador do projeto, os alunos aprenderão sobre cada etapa da produção de um filme, desde a ideia às técnicas de roteiro, passando pela fotografia, captação de som e a edição do vídeo. As atividades serão desenvolvidas na sede da Associação de Moradores do Bairro Nova Carajás – Etapa 4.

Ao final da oficina, um filme de curta-metragem, feito pelos alunos, será exibido para toda a comunidade no dia 6 de abril. O filme também será disponibilizado gratuitamente no Cine Babaçu, pelo endereço www.culturanapraca.art.br. A plataforma virtual reúne outras 25 produções feitas nas edições passadas do Cultura na Praça.

“O Cultura na Praça tem, na sua essência, a proposta de que os alunos possam vivenciar, na prática, como se faz um filme. E, ao final do curso, os curtas-metragens criados nas oficinas serão exibidos em suas comunidades. A ideia é que os alunos possam contar as suas próprias histórias, as suas riquezas. Também falar sobre a potência das suas comunidades e criar, a partir disso, narrativas e dramaturgias que possam encantar o público”, afirma Cris Azzi.

O que é o projeto?

 Criado pela Vivas Esporte Cultura em 2017 e patrocinado pelo Instituto Cultural Vale, via Lei Federal de Incentivo à Cultura, o Cultura na Praça é um festival itinerante de cinema que já rodou cerca de 22 mil quilômetros pelo interior do Pará e do Maranhão, alcançando mais de 40 mil pessoas. O projeto busca democratizar o acesso à cultura e fomentar a valorização do patrimônio cultural material e imaterial em municípios beneficiados.

Receba as notícias do Portal Canaã

Siga nosso perfil no Google News

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *