Estado garante empregos de trabalhadores do Projeto Serra Leste, em Curionópolis

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

”Minha maior preocupação é com a proteção dos empregos dos trabalhadores”, afirmou o governador Helder Barbalho para o diretor da Vale, Antônio Padovezi, logo após consolidar o aproveitamento emergencial de empregados da companhia que atuam no Projeto Serra Leste, em Curionópolis, no Projeto Serra Norte, também da Vale, em Carajás, município de Parauapebas, no sudeste paraense. A articulação teve a participação do deputado estadual Wenerson Azevedo Chamon (Chamonzinho, MDB-PA), e do secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico do Pará, Iran Lima, em reunião realizada nesta sexta-feira (12), no Palácio do Governo, em Belém.

Em 2015, a Vale apresentou à Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade (Semas) o pedido de ampliação de sua capacidade de produção no projeto de minério de ferro Serra Leste, instalado no município de Curionópolis. Mas como não obteve retorno da Secretaria, a Vale, sempre que atinge a produção autorizada (6 milhões de toneladas/ano), paralisa as atividades no Serra Leste, e os empregados temem perder o emprego, já que a planta industrial fica ociosa mais cedo, a cada ano.

O governador recebeu o representante da Vale, Antônio Padovezi, e argumentou a necessidade de uma análise rigorosa e responsável da Semas, mas, sobretudo, intercedeu em defesa dos empregos dos trabalhadores.

Transferência

A solução encontrada foi transferir momentaneamente os empregados do Projeto Serra Leste, que está paralisado, para o Projeto Serra Norte, em plena atividade em Carajás. Helder Barbalho frisou que a análise da Semas deve transcorrer de maneira célere, mas criteriosa, para o projeto obter a autorização que solicitou, dentro dos parâmetros técnicos e ambientais legais. A maior preocupação do governador é com a proteção dos empregos, para que não haja desligamento de nenhum empregado.

“A minha preocupação é para que se prestigie o emprego, se prestigie a mão de obra. Por isso, enquanto Serra Leste estiver paralisado, eu anuncio aqui o acordo que estamos fechando com a Vale, agora, para a manutenção dos empregos, por intermédio do deputado Chamonzinho. Nesse momento, essa mão de obra será aproveitada em Carajás, até que juntos a gente possa encontrar uma solução definitiva, que permitirá que o Projeto Serra Leste avance, trazendo desenvolvimento e progresso para Curionópolis, e a todo o Pará”, observou o governador.

Por. Valéria Nascimento (SEDEME)



 

 

Já sabe quem são os candidatos do seu estado pra eleições 2022?

AC AL  AM  AP  BA  BRASIL  CE  DF  ES  GO  MA  MG  MS  MT  PA  PB  PE  PI  PR  RJ  RN  RO  RR  RS  SC  SE  SP  TO 

Deixe uma resposta

Ofertas