Promotorias de Belém ganham reforço de dois novos membros

Raimundo Brasil e Daniela Moura foram empossados nesta sexta-feira para atuar em Belém e Mosqueiro
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
Foto: Alexandre Pacheco

Foi realizada na manhã desta sexta-feira (11) o ato de posse à 3ª Entrância dos promotores de justiça Raimundo Nonato Coimbra Brasil e Daniela Souza Filho Moura.  Raimundo Brasil foi promovido pelo critério de antiguidade ao cargo de 7º promotor de justiça com atribuições gerais de Belém. Já Daniela Moura foi promovida pelo critério de merecimento para o cargo de 1ª promotor de justiça de Mosqueiro. A decisão foi do Conselho Superior do Ministério Público durante a 18ª Sessão Ordinária, realizada no dia 25 de setembro e publicada no Diário Oficial do Estado no dia 27.

O promotor Raimundo Brasil vai completar 36 anos de Ministério Público, ele exerce o cargo de promotor desde 1983 tendo passado por municípios como Monte Alegre e Santarém. Daniela Moura ingressou no Ministério Público há 17anos, em 2002, e estava lotada na promotoria de Benevides.

O procurador-geral de Justiça do Ministério Público do Estado do Pará (MPPA), Gilberto Valente Martins, conduziu a cerimônia e entregou o ato de posse aos novos promotores de 3ª entrância.

Ao saudar os novos integrantes da capital, o procurador-geral ressaltou a paixão dos dois promotores pela carreira ministerial e disse que a capital ganhou dois grandes reforços. “Os promotores Armando e Daniela chegam num momento bastante apropriado para reforçar a 3ª entrância com toda a experiência adquirida ao longo da carreira”, disse Gilberto Martins.

  Pesquisas divergem sobre quem lidera a disputa pelo senado no Pará

O promotor de justiça Raimundo Brasil falou em nome dos empossados e relembrou sua trajetória no Ministério Público reforçando que sempre prezou pela ética ao longo da carreira. Destacou ainda a importância de união da classe. “A nossa classe ministerial tem uma característica muito importante que é a unidade e essa unidade precisa ser preservada, sem unidade corre-se o risco de prejudicar a classe”, destacou.

Prestigiaram o ato de posse o corregedor-geral, Jorge de Mendonça Rocha; a subprocuradora-geral para a área Jurídico-Institucional, Cândida de Jesus Ribeiro do Nascimento; a subprocuradora-geral para a área técnico-administrativa, Rosa Maria Rodrigues Carvalho; o ouvidor em exercício Antonio Eduardo Barleta de Almeida; o presidente da Associação do Ministério Público do Pará, Márcio Silva Maués de Faria; o chefe de gabinete Aldo Saife; o supervisor administrativo dos Centros de Apoio Operacional, José Maria Costa Lima Júnior; além de procuradores de justiça, promotores de Justiça, familiares e amigos dos empossados.

Com informações: ascom/MPPA



 

 

Já sabe quem são os candidatos do seu estado pra eleições 2022?

AC AL  AM  AP  BA  BRASIL  CE  DF  ES  GO  MA  MG  MS  MT  PA  PB  PE  PI  PR  RJ  RN  RO  RR  RS  SC  SE  SP  TO 

Deixe uma resposta

Ofertas