Afro-religiosos acusam prefeitura de Belém de práticas racistas

O "Tá selado" é a terceira tentativa de Edmilson Rodrigues implantar um método de participação popular em Belém. O primeiro foi o "Orçamento Participativo, que foi sucedido pelo "Congresso da Cidade".
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Na última terça-feira, durante a plenária setorial de Religiosidade, Patrimônio e Centro Histórico, do programa de Participação Cidadã da Prefeitura de Belém, denominado “Tá Selado“, uma fala do prefeito Edmilson Rodrigues (PSOL) e na organização do evento – que é em grande parte realizado de forma virtual – abriu uma crise no seio das lideranças afro-religiosas de Belém.Edmilson Rodrigues sentando em uma cadeira com um livro nas mãos

A fala de Edson Catendê em sua conta no Facebook, foi em um compartilhamento da mensagem de Joana Carmem Nascimento Machado, na qual Ilka Oliveira reforça dizendo: “A plenária de religiosidade foi uma demonstração de desorganização, de derespeito, de cinismo com a nossa representante. Não vão calar nosso território!!!!”

Claudinha Baia disparou: “Ainda ontem comentei com um compa do PSOL o Prefeito Edmilson Rodrigues, está cometendo erros em cima de erros. 2° Mandato ele ñ ganha mesmo. Nós da Militância Negra que estivemos nas ruas incansavelmente para o elegermos estamos aqui na fila do desemprego. Não preciso falar mais NADA”.

Prefeito Edmilson Rodrigues sua fala ontem foi desnecessária o senhor nos deve desculpas, assim como sua gestão deve reparar os danos causados à população Afro-Amazônida, a começar por ter um setorial que trate da especificidade da Religiosidade e Cultura Afro-Amazônica, como formalização e construção de Políticas Afirmativas aos descendentes de africanos escravizados durante 400 anos aqui nesta Amazônia!!!!

Joana Carmem Nascimento Machado

Segundo a prefeitura de Belém Tá Selado é um processo de participação cidadã que reúne governo e moradores de Belém para juntos apresentar e avaliar propostas prioritárias que vão orientar a gestão da cidade. Essas propostas farão base para a elaboração do Plano Plurianual (PPA), Lei Orçamentária Anual (LOA) e do plano de longo prazo, “Belém 2035, 200 anos da revolução cabana”. O Tá Selado é o Fórum permanente de diálogos entre prefeitura e comunidades de bairros, distritos e ilhas para definir eixos de condução de projetos de cidade de uma gestão democrática e popular.

As plenárias vão ocorrer nos setenta e dois bairros de Belém, divididos em oito distritos e ilhas que os compõem: DAOUT; DAICO; DAENT; DAGUA; DAMOS; DABEL; DABEN; DASAC.

Internautas também reclamam que além da baixa participação popular, a maior parte das pessoas que acompanham as plenárias do “Tá Selado” são filiados ao PSOL e ao PT, o partido do prefeito Edmilson Rodrigues e do vice-prefeito Edilson Moura, respectivamente.

Iniciativas e Propostas

Na plataforma digital será possível criar e votar nas iniciativas e propostas, apresentadas pela própria comunidade nos vários bairros e ilhas de Belém. A plataforma digital é dinâmica, a qualquer tempo os moradores vão poder reivindicar participação efetiva, por exemplo, um morador observando a falta de praça no bairro onde reside, ele pode criar uma iniciativa na plataforma sobre a construção da praça. “Moradores do mesmo bairro que apoiam a ideia, acessam a plataforma e vota a favor da construção da praça no bairro. E vários processos podem ser gerados e alimentar um fórum permanente de diálogos para desenvolvimento de políticas públicas entre governo e sociedade”, explica o site do “Tá Selado”.

Segundo o regimento interno das eleições para a escolha das Delegadas e Delegados, as etapas do processo eleitoral serão realizadas simultaneamente, em todos os bairros dos oito distritos administrativos de Belém, no dia 27/06/2021.



 

 

Já sabe quem são os candidatos do seu estado pra eleições 2022?

AC AL  AM  AP  BA  BRASIL  CE  DF  ES  GO  MA  MG  MS  MT  PA  PB  PE  PI  PR  RJ  RN  RO  RR  RS  SC  SE  SP  TO 

Deixe uma resposta

Ofertas