Canaã é dos Carajás, não do Pará

Há quase 10 anos perdíamos o plebiscito mais importante de nossa história. É preciso reavivar o movimento separatista. Enquanto Pará, nossa região jamais será lembrada, jamais haverá prosperidade
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Há 10 anos, eu, um jovem de apenas 20 anos, me deparei com uma urna eletrônica para votar “77” e dizer o SIM mais convicto da minha vida. A pergunta era bem simples: “Você é a favor da criação do estado de Carajás?”.

Era a favor, ainda sou e sempre serei. Perdemos lá, mas ganhamos aqui e, ao fim, tínhamos a certeza de que o nosso sonho se tornaria realidade, era uma questão de tempo.

Na prática, Carajás já existe. Cidadãos do sul e sudeste do Pará nada têm a ver com o norte ou nordeste do estado, não há o sentimento de pertencimento, não há identificação nenhuma. E o desamor é correspondido. Da parte de lá, os cidadãos pouco conhecem ou se importam com a região daqui. E está tudo bem. Eles são paraenses. Nós não. Nunca fomos e jamais seremos.

Pense nos códigos de telefone. Carajás já existe na área 94. Estranhamos o código 91 ou mesmo o 93, que é da região Tapajós – outro povo que sonha com a independência. São três estados diferentes. Três unidades federativas com costumes e culturas diferentes, anseios diferentes.

Canaã, por exemplo, nossa cidade, jamais  será a Canaã do Pará. Aqui, o povo entende que Carajás é mais do que sobrenome, mas sim resistência e pertencimento. O Pará não existe aqui. Tenho lá minhas dúvidas se já existiu algum dia.

  Onça-pintada: Parque Zoobotânico Vale tem novo residente

Pensemos bem. Há algum governador na história da qual tenhamos identificação? Não. Os governadores são do Pará. Não são governadores de Canaã, ou de Parauapebas ou de Marabá. São paraenses atuando em prol do estado deles. Não do nosso. Do ponto de vista geográfico, faz sentido o Pará esquecer da nossa região. É um estado grande demais e geri-lo de forma satisfatória é algo quase impossível.

Carajás já existe e sempre existiu.

O movimento separatista anda parado, talvez cambaleante por conta da derrota acachapante em 2011, mas é preciso que seja reavivado!

Como Pará, nossa região jamais será lembrada e jamais terá a prosperidade que sonha e que merece.

Por: Kleysykennyson de Oliveira Carneiro



 

 

Já sabe quem são os candidatos do seu estado pra eleições 2022?

AC AL  AM  AP  BA  BRASIL  CE  DF  ES  GO  MA  MG  MS  MT  PA  PB  PE  PI  PR  RJ  RN  RO  RR  RS  SC  SE  SP  TO 

4 respostas em “Canaã é dos Carajás, não do Pará”

Verdade, Carajás e Tapajós tem que se unir e lutar pq só assim teremos oq realmente merecemos, que e um estado próximo, do nosso povo

Eu Francisco welliton da Silva, como presidente do comitê carajás em 2009 só afavor dessa luta, é não podemos para essa luta tão importante estado do carajás já .

A região de Carajás responde por 1/3 do PIB do Estado do Pará!! É muita riqueza, o governo em Belém nunca vai permitir a separação!!!

Deixe uma resposta

Ofertas