1×0: Primeiro desembargador vota SIM pela condenação de Lula

"Infelizmente está sendo julgado um ex-presidente, mas cometeu crimes", disse Mauricio Gotardo Gerum
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Os desembargadores do TRF4 decidirão se concordam com a condenação de nove anos e seis meses dada por Moro em julho do ano passado. O juiz, responsável pelos casos da Lava Jato, considerou que o ex-presidente é culpado pelos crimes de lavagem de dinheiro e corrupção passiva por ter recebido da construtora OAS cerca de 2,4 milhões ilícitos, dissimulados na compra e reforma de um triplex no Guarujá (litoral de São Paulo). 

O cumprimento da pena se dará após todos os julgamentos de recursos pelo TRF4, enfatiza o Desembargador, que manteve quase todas as prescrições de Moro.

Há “prova acima do razoável” de que o ex-presidente foi “um dos articuladores” do esquema de corrupção na Petrobras, segundo o desembargador. “Crimes dessa espécie não passam recibo”, disse durante a leitura de seu voto.

Após Gebran, irão votar o relator do processo e presidente da 8ª Turma, Leandro Paulsen, e o desembargador Victor Laus. Apenas depois de todos os votos serem apresentados é que se saberá se a sentença de Lula será confirmada e seu a pena fixada por Moro, alterada.

Aos ser questionado pelo Advogado de lula, o Desembargador disse “Por óbvio não lí meu voto inteiro, pois tem 430 páginas”. O desembargador passou quase 3 horas na leitura do voto.

O desembargador aumentou a pena estipulada pelo juiz Sergio Moro em um terço, chegando a 12 anos e 1 mês de reclusão e 280 dias multa para o ex-presidente Lula.

Acompanhe AO VIVO:



 

 

Já sabe quem são os candidatos do seu estado pra eleições 2022?

AC AL  AM  AP  BA  BRASIL  CE  DF  ES  GO  MA  MG  MS  MT  PA  PB  PE  PI  PR  RJ  RN  RO  RR  RS  SC  SE  SP  TO 

Os comentários estão desativados.

Ofertas