Bernell Trammell: Negro apoiador de Trump é morto a tiros no EUA

Políticos pedem atenção para o caso
Bernell Trammell

Bernell Trammell, 60 anos, foi morto a tiros nessa quinta-feira (23) no bairro da cidade de Milwaukee no EUA, onde ele morava era conhecido por recitar a Bíblia e exibir placas que diziam ‘Vote Donald Trump 2020’.

A discussão de mais um negro morto, tem sido cobrado por autoridades políticas, após grande repercussão do caso George Floyd que foi politizado por políticos esquerdistas, que agora se calam perante a morte de um negro que não compactua com a agenda, e defende uma política contrária.

O Partido Republicano do Wisconsin agora pede uma investigação federal do procurador dos EUA sobre a morte a tiros por causa de “seu conhecido ativismo político e a possibilidade de que seu assassinato possa ser politicamente motivado”, relatou o WISN-12.

 “Nenhum americano deve temer sua segurança pessoal por causa de onde eles moram ou de sua afiliação política”.

O diretor do Escritório de Prevenção da Violência de Milwaukee, Reggie Moore, disse que Trammell, dono de uma pequena editora, recentemente teve uma discusão com um jovem por causa de seu apoio a Donald Trump

Receba as notícias do Portal Canaã

Siga nosso perfil no Google News

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *