Minério de ferro – Preocupações com a demanda!

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Minério de ferro.
Preocupações com a demanda!

Por: Wander Jose Nepomuceno
”A demanda chinesa por minério de ferro tende a cair este ano, enquanto por outro lado a oferta da Austrália e do Brasil permanece crescendo, visão estrtégica de alto risco ,impressionante.  Os estoques nos portos continuam subindo, à medida que as siderúrgicas não compram”.

Os contratos futuros do minério de ferro na China caíram mais de 2 por cento nesta sexta-feira, para mínimas em mais de uma semana, com expectativas de que cortes na produção de siderúrgicas sejam intensificados neste ano, o que afeta a demanda pela matéria-prima do aço.

O contrato mais ativo na bolsa de Dalian atingiu uma mínima da sessão de 310,5 iuanes (47,13 dólares) por tonelada, o mais baixo valor desde 29 de dezembro, antes de fechar em queda de 2,7 por cento, a 311,5 iuanes/tonelada. O minério de ferro caiu 3,4 por cento esta semana, a primeira queda semanal em quatro semanas.
A desaceleração persistente na economia chinesa está entre os fatores para a redução da atividade de siderúrgicas chinesas. ”A demanda chinesa por minério de ferro vai cair este ano, enquanto a oferta da Austrália e do Brasil permanece impressionante. Os estoques nos portos continuam subindo, à medida que as siderúrgicas não compram”. O minério de ferro para entrega imediata ao porto de Tianjin da China caiu pelo quarto dia consecutivo, para 41,50 dólares a tonelada na quinta-feira, de acordo com o The Steel Index.
A China é um dos países mais influentes na economia mundial. Na madrugada dessa segunda (4), depois do anúncio de recuo da atividade industrial chinesa pelo décimo mês consecutivo, as bolsas de Xangai e Shenzhen caíram 7%. Pela primeira vez as operações foram suspensas e o reflexo imediato foi a disparada do dólar que fechou o dia em R$ 4,03.

A Bovespa também despencou.
Para o Brasil, as previsões para o quadro econômico se tornam ainda piores uma vez que as demandas externas são importantes para retomada do crescimento em um momento que o mercado doméstico está enfraquecido. Os reflexos tendem a ser ainda mais evidentes, uma vez que mais da metade das exportações de comodities  são destinadas à China.
A instabilidade na China fez também com que o Ibovespa, principal índice da Bolsa de Valores de São Paulo, caísse 2,68% fechando a sessão em 42.189 pontos, menor nível desde abril de 2009, no pior momento da crise gerada pelo mercado imobiliário americano.
O movimento brusco no mercado financeiro chinês foi interpretado  como um sinal de que os investidores estão mais receosos diante da situação econômica do gigante asiático. Com a queda das bolsas ficou evidente que a situação pode ser pior do que as projeções feitas ao longo de 2015.

Impactos
As exportações são o primeiro nicho a sentir o recuo chinês. Isso sem falar na queda dos preços das commodities como minério de ferro, soja e café, que são essenciais para a balança comercial brasileira.

“A China é o maior parceiro comercial do Brasil e isso é particularmente dramático porque 60% do que exportamos é minério e os chineses são o principal mercado consumidor”.

A queda das bolsas asiáticas assustou o mercado porque aconteceu mais rápido do que o esperado. No entanto, nos próximos dias, o índice deve voltar ao normal, assim como o comportamento do dólar. “O mercado está refazendo todas as contas e está mais pessimista. Como a queda foi maior do que o esperado, há esse medo e um ajuste de preços dos ativos. Não acredito, no entanto, que haverá novas quedas tão fortes das bolsas”

Insegurança

O ambiente que é criado por especulações e sensação de incerteza do mercado quando maior a insegurança maior é o risco . Um dos agravantes é o fechamento das tomadas de decisão do governo chinês, consideradas pouco transparentes ainda por agentes do mercado.

A queda dos níveis industriais e a desvalorização do yuan – moeda chinesa – frente ao dólar podem desencadear efeitos em mercados do mundo inteiro.

Este impacto terá efeitos imprevistos para varios mercados inclusive o Brasil.

WJN 



 

 

Já sabe quem são os candidatos do seu estado pra eleições 2022?

AC AL  AM  AP  BA  BRASIL  CE  DF  ES  GO  MA  MG  MS  MT  PA  PB  PE  PI  PR  RJ  RN  RO  RR  RS  SC  SE  SP  TO 

Uma resposta em “Minério de ferro – Preocupações com a demanda!”

Deixe uma resposta

Ofertas