Programa AGIR transforma negócios sociais em Canaã

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram
AACC, a partir do AGIR alcançou novos mercados, inclusive o mel produzido em Canaã está sendo comercializado em feira do Rio de Janeiro | Créditos: Anderson Souza

“Eu comecei a trabalhar com abelhas desde criança e não sabia que isso iria virar um negócio. Vendo esse produtor chegar na mesa do consumidor em Canaã dos Carajás, Parauapebas e ver ele chegar até o Rio de Janeiro, pra gente é de grande importância”. Essa frase pode resumir o que os últimos anos significaram para Luiz Rodrigues, mais conhecido como “Luiz do Mel”, e para a Associação dos Apicultores de Canaã dos Carajás (AACC).

A participação no programa AGIR S11D, iniciativa da Fundação Vale desenvolvida em parceria com a Mandú Inovação Social, voltada para apoio e geração ao incremento de renda possibilitou a estruturação do negócio que hoje garante trabalho e renda para o Seu Luiz do Mel e mais 31 famílias da AACC (Associação dos Apicultores de Canaã dos Carajás), em Canaã dos Carajás. Outro empreendimento que também fez parte do programa é a Cooperativa de Trabalho dos Catadores de Materiais Descartados, Recicláveis do Município de Canaã Dos Carajás (Coolettar). Liderados por Valéria Pereira da Silva, os 22 cooperados hoje realizam coleta seletiva no município, inclusive com contrato estabelecido com a gestão municipal.

Na quarta-feira, 27, um evento reuniu os cooperados, representantes da Vale e da Fundação Vale, Agência Canaã e da Mandú Inovação Social, marcando o encerramento desta edição Programa AGIR.

  Abertas 30 vagas para a Usina da Paz em Canaã dos Carajás
Evento encerrou a edição AGIR S11D após seis anos de trabalho | Créditos: Mandú Inovação Social

“No início do Programa, ainda em 2016, os dois coletivos se mostraram como negócios de grande potencial para dinamizar a economia local e, consequentemente, promover o desenvolvimento territorial. Eles receberam assessoria na área de gestão, processo produtivo, acesso a mercados, além de orientação técnica especializada e capital semente para investimento no negócio”, explica o gerente do Território Norte da Fundação Vale, Marcus Finco.

“O AGIR é um programa estruturante da Fundação Vale que busca, sobretudo, a inclusão produtiva dos participantes. O Programa deixa resultados tangíveis e perenes e nesta edição, em Canaã dos Carajás, alcançou resultados excelentes. Além da alavancagem desses negócios sociais, do aumento do faturamento, da geração de postos locais de trabalho, ainda tem todo o efeito multiplicador e a ressonância do sucesso desses negócios no próprio local e no próprio território”, destaca Finco.

Os negócios

A trajetória da Coolettar traz o empenho e a dedicação dos cooperados que firmaram presença no GT de Resíduos Sólidos de Canaã dos Carajás e contribuíram para o estabelecimento da coleta seletiva obrigatória nos órgãos públicos do município. Hoje, além da atividade de coleta, a Coolettar tem um contrato de prestação de serviços com a prefeitura de Canaã. Uma conquista da cooperativa!

  Onça-pintada: Parque Zoobotânico Vale tem novo residente

A presidente da Coolettar, Valéria Pereira da Silva, destaca a o importância do programa. “O AGIR transformou minha vida de forma muito positiva e me fez ver o mundo dos catadores de outra forma. Hoje tenho esperança das pessoas reconhecerem o trabalho que a gente faz, que é um trabalho como outro qualquer. Perdi totalmente a timidez e a vergonha que sentia antes do meu serviço. O projeto fez a gente ver que somos iguais a qualquer outra pessoa”, ressalta.

Coolettar contribuiu para o estabelecimento da coleta seletiva obrigatória nos órgãos públicos de Canaã | Créditos: Anderson Souza

E a AACC, da qual seu Luíz do mel faz parte, conseguiu nesse período de acompanhamento do AGIR, a confecção da arte de novos rótulos dos produtos com a nova numeração de registro da Agência de Defesa Agropecuária do Estado do Pará (ADEPARÁ); adquiriu novos materiais e utensílios complementares para o laboratório da Agroindústria da casa do mel; expandiu o negócio, participando de feiras, inclusive comercializando mel até em feira do Rio de Janeiro e estabelecimento de parceria com a Rede Mulheres do Maranhão (RMM). Outra importante conquista foi a obtenção do título de registro de produtos artesanais (S.I.E).

“O AGIR-S11D é legado para duas importantes cadeias produtivas do território. No eixo urbano, a coleta seletiva feita pela Coolettar como uma cooperativa já consolidada e, por outro lado, a AACC, com seu entreposto, o mel, que tem agora a capacidade de estimular novos agricultores a entrarem na cadeia apícula, com a garantia da facilidade do escoamento de sua produção”, explica o presidente da Mandú Inovação Social, Felipe Bannitz.

  Polícia Civil cumpre mandado de prisão contra “Tutu velho” em Canaã

Programa de Apoio à Geração e Incremento de Renda (AGIR) é uma iniciativa da Fundação Vale que busca desenvolver associações, cooperativas e grupos produtivos formais ou informais, por meio do investimento direto em infraestrutura produtiva e equipamentos, treinamento, assessoria técnica, formalização e comercialização.

 

 



 

 

Já sabe quem são os candidatos do seu estado pra eleições 2022?

AC AL  AM  AP  BA  BRASIL  CE  DF  ES  GO  MA  MG  MS  MT  PA  PB  PE  PI  PR  RJ  RN  RO  RR  RS  SC  SE  SP  TO 

Deixe uma resposta

Ofertas