Vale é multada em R$ 34,2 milhões por danos ambientais em Minas Gerais

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

A Vale, comandada por Murilo Ferreira, foi multada em R$ 34,2 milhões  pela prefeitura de Vitória, capital do Espírito Santo, por causar danos ao meio ambiente com sua atividades no porto de Tubarão; no fim do ano passado, a Samarco, subsidiária da Vale, causou em Mariana (MG) o maior desastre ambiental da história do País. Junto com a vale também foi multada a empresa ArcelorMital pela Prefeitura.

A multa foi aplicada na quinta-feira (21), quando a Vale cumpriu decisão da Justiça e interrompeu as exportações a partir de Tubarão, responsável pelo embarque de mais de 30 por cento de sua produção, até que tome medidas ambientais.

Em nota, a prefeitura explicou que as multas têm caráter punitivo, “mas não isentam as empresas de reparar os danos ambientais provocados”.

Segundo o prefeito, as empresas podem entrar com recurso contra as multas. Também há multas por contribuir para a má qualidade do ar (R$ 2 milhões), operar atividade de elevado potencial poluidor (R$ 272 mil) e por descumprir deliberações do Conselho Municipal de Meio Ambiente de Vitória, o Comdema (R$ 272 mil), dentre outras.

Redação do Portal Canaã



 

 

Já sabe quem são os candidatos do seu estado pra eleições 2022?

AC AL  AM  AP  BA  BRASIL  CE  DF  ES  GO  MA  MG  MS  MT  PA  PB  PE  PI  PR  RJ  RN  RO  RR  RS  SC  SE  SP  TO 

Deixe uma resposta

Ofertas