Indústria do Pará tem o melhor desempenho do Brasil em 2015

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

O Estado do Pará vem ganhando cada vez mais destaque no cenário econômico nacional. De acordo com estudos divulgados nesta quinta-feira, 18, pela Fundação Amazônia de Amparo a Estudos e Pesquisas (Fapespa), em parceria com a Federação das Indústrias do Pará (Fiepa), ao longo de 2015, o Pará obteve crescimento de 5,7% no setor industrial em relação ao ano de 2014, comportamento contrário ao apresentado pela indústria nacional, que encerrou o ano com retração de 8,3%.

Nesse contexto, o Pará alcançou o maior desempenho entre os estados brasileiros, seguido por Mato Grosso e Espírito Santo, que registraram 4,7% e 4,4%, respectivamente. Esse resultado pode ser explicado pela forte participação da indústria extrativa mineral no Pará, principalmente, com a extração de minério de ferro e minério de cobre.

Além disso, um segmento que vem se consolidando nos últimos anos é o da indústria frigorífica, com a presença de grandes empresas do segmento, sendo a maior parte delas distribuídas nos municípios de Altamira, Eldorado dos Carajás, Marabá, Redenção, Santana do Araguaia, Tucumã e Mãe do Rio. Somente em 2014, o número de estabelecimentos frigoríficos cresceu 39,28% no Pará.

Comércio Exterior

Outro dado que chama a atenção é o da balança comercial do estado, com a ascensão da Castanha-do-Pará no comércio exterior. A quantidade exportada da amêndoa atingiu o expressivo montante de 3,1 mil toneladas, o que contabilizou um saldo positivo de US$ 20,1 milhões ao Pará em 2015.

Ainda assim, o principal produto demandado pelo estado continua sendo os minérios de ferro e cobre. Para se ter uma ideia, o município de Parauapebas, no sudeste paraense, manteve a condição de maior exportador do estado, encerrando 2015 com US$ 4 bilhões em valor exportado, tendo no minério de ferro principal commodity de exportação do estado.

O presidente da Fapespa, Eduardo Costa, explica que embora o cenário econômico brasileiro não esteja favorável, o Pará tem conseguido apresentar um bom desempenho frente a outros estados do país. “O saldo comercial paraense em 2015 foi de US$ 9,3 bilhões, colocando o Pará na posição de terceiro maior exportador entre as unidades federativas, estando à frente do Rio Grande do Sul, que obteve saldo de US$ 7,4 bilhões, e do Espírito Santo, com US$ 4,6 bilhões, dois grandes exportadores brasileiros”, avalia.

Pacto pela Produção e Emprego

Diante da importância de setores como o da Indústria para o Estado, o Governo do Pará lançou em agosto do ano passado o Pacto pela Produção em Emprego, que é composto por mais de 30 medidas para estimular o setor produtivo, desonerar atividades econômicas, simplificar licenciamentos, qualificar profissionais e estimular o turismo, entre outras ações. Além disso, para racionalizar os gastos públicos, o Sistema Integrado de Governança do Estado do Pará prevê medidas administrativas para reduzir despesas e maximizar recursos.

Helen Barata
Fundação Amazônia de Amparo a Estudos e Pesquisas do Pará



 

 

Já sabe quem são os candidatos do seu estado pra eleições 2022?

AC AL  AM  AP  BA  BRASIL  CE  DF  ES  GO  MA  MG  MS  MT  PA  PB  PE  PI  PR  RJ  RN  RO  RR  RS  SC  SE  SP  TO 

Deixe uma resposta

Ofertas