Semsa alerta para o cuidado com síndromes respiratórias em Canaã dos Carajás

Hospital de Canaã dos Carajás / Foto: Jorge Clésio/ Portal Canaã

O período conhecido com Inverno Amazônico, que chega em dezembro e vai até entorno de maio, registra os ciclos mais intensos de chuva nas cidades da região amazônica. Essa fase traz o momento propício para o aumento dos casos de doenças respiratórias como gripes, resfriados, influenza e Covid-19. Com os índices de temperaturas mais baixos que o usual, a proliferação de vírus se torna mais frequente. A Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) reforça o alerta para os grupos risco (crianças, gestante, idosos, puérperas, pessoas com comorbidades, imunocomprometido, dentre outros).

No município, existem 9 Unidades Básicas de Saúde (UBS) na zona urbana e 4 na zona rural que realizam os serviços de demanda espontânea e atenção primária. As UBSs Lucas Lourenço e a José Alves Jardim atendem em horário de atendimento ampliado, de 7h às 22h e contam com os serviços de exames preventivos, assistência médica, odontológica, enfermagem, farmacêutica, acompanhamentos da gestante e do bebê, vacinação completa, dentre outros.

A Síndrome Gripal (SG) indica os quadros de baixa gravidade, geralmente os sintomas são febre acompanhada de tosse ou dor de garganta, mialgia, cefaleia ou artralgia, na ausência de outro diagnóstico específico.

Apesar do baixo risco, pessoas do grupo de risco como população indígena; gestantes; puérperas (até 2 semanas após o parto); crianças (2 anos), adultos (60 anos); pneumopatias (incluindo asma); cardiovasculopatias (excluindo hipertensão arterial sistêmica); doenças hematológicas (incluindo anemia falciforme); distúrbios metabólicos (incluindo diabetes mellitus); precisam de um atendimento adequado e resolutivo para evitar uma evolução pra SRAG ( síndrome respiratória aguda grave) que é um quadro de maior gravidade e de risco de morte.

Segundo o Ministério da Saúde (MS), A atualização aponta ainda que as Síndromes Respiratórias Agudas Graves (SRAG) continuam impactando mais os extremos das faixas etárias analisadas. O impacto mais elevado de casos é nas crianças até dois anos de idade, já em termos de mortalidade faixa da população mais impactada é a de idosos a partir de 65 anos.

Prevenção

A transmissão das síndromes gripais ocorre de pessoa para pessoa com contato direto ou por ambiente, pois o vírus pode viver em superfícies por até 24 horas. De acordo com a OMS, a lavagem correta das mãos pode reduzir em até 40% os riscos de tais doenças. O uso de máscara é indispensável em caso de sintomas gripais.

Os dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) mostram  que a Covid-19 ainda existe e vem causando a perda de muitas vidas na população brasileira. Somente entre os dias 8 de outubro e 4 de novembro, 615 mortes pela doença foram confirmadas por exames laboratoriais em todo o país. Por isso, o Ministério da Saúde segue recomendando a vacinação como a melhor forma de prevenção contra formas graves da doença, especialmente para populações mais vulneráveis, como idosos, pessoas com comorbidades e imunossuprimidos dentre outros.

Em Canaã dos Carajás, desde 2021 até 24 de janeiro de 2024, 115.123 mil vacinas monovalente foram aplicadas e 3703 doses da bivalente. E a partir de 2024, a vacinação pediátrica contra Covid fará parte do calendário Nacional de Vacinação. Crianças de 6 meses a 5 anos receberão 3 doses. Os pais podem procurar as unidades básicas Realino Pereira, Evana Alves, Alto Bonito e José Francisco.

A campanha de vacinação contra influenza continua até o dia 29 de fevereiro para os grupos prioritários em todas as Unidades Básicas de Saúde do Município.

 

Texto: Beatriz Gayoso

 

Receba as notícias do Portal Canaã

Siga nosso perfil no Google News

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *