Justiça determina reintegração de posse em invasão Alto da Conquista

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Policiais militares, oficiais de Justiça cumpriram nesta quarta – feira (03) uma reintegração de posse na área de invasão denominada como Alto da Conquista localizada no município de Canaã dos Carajás, as quase seiscentas famílias que encontram se alojadas na invasão foram notificadas que tem até dois dias pra desocuparem a área.

Diante da notícia e visivelmente desesperados, parte dos moradores se organizaram, e foram para a câmara municipal no momento da sessão, que diga se de passagem é a primeira do ano. Alguns com ânimos exaltados iniciaram um princípio de desordem, mas foram contidos pelos seus próprios líderes.

O presidente da câmara Jean Carlos Ribeiro informou que o regimento interno da casa não permitia que a tribuna fosse usada sem a devida solicitação através de ofício e em tempo hábil, porém que ele juntamente com outros vereadores se reuniria com eles após a sessão.

12666406_770775516361752_1227514147_n
Foto: Portal Canaã / Moradores na Câmara de Canaã dos Carajás

A Redação do Portal Canaã esta acompanhando a sessão a qualquer momento outras atualizações.

 

Redação do Portal Canaã

  [Atualizada] Acidente Fatal com duas vítimas é registrado em Canaã dos Carajás



 

 

Já sabe quem são os candidatos do seu estado pra eleições 2022?

AC AL  AM  AP  BA  BRASIL  CE  DF  ES  GO  MA  MG  MS  MT  PA  PB  PE  PI  PR  RJ  RN  RO  RR  RS  SC  SE  SP  TO 

3 respostas em “Justiça determina reintegração de posse em invasão Alto da Conquista”

Desculpe Denise, mas culpa não é do prefeito e sim das pessoas que se aproveitam dessas situações para se dar bem, nem precisa e está envolvida, aposto que dessas seiscentas famílias, apenas 60 necessitam realmente. Também, das políticas públicas, que os vereadores são os responsáveis para elaborar e aprovar leis que venham realmente beneficiar as pessoas carentes.

Infelizmente fomos vítimas de uma ação fria de quem supostamente deveria nos representar e defender. Houve um momento de conforto quando achamos que estava tudo sendo resolvido de acordo com esperado e infelizmente conseguiram silenciar os nossos supostos lideres e houve mais ou menos dois meses de silencio quando de repente fomos surpreendidos com mandado de reintegração e nos deram apenas 48 horas para deixarmos a área. A passividade do poder público permitiu que os mais de 800 famílias fossem construindo suas residências. Pais de família que saíram das empresas locais foram investindo rescisões e toda economia disponível quando de repente tudo virou entulho misto. O prejuízo material e moral vai ficar na memória dessas mais de 800 famílias que tiveram o seu direito de moradia violados. Nem no ultimo mês nós não tivemos direito de contraditório de apresentar nossa defesa. Ninguem das autoridades competentes nos ouviu…

A Democracia em Canaã Significa outra coisa…

se todas as pessoas que não tem casa for invadir propriedades dos outras,vai virá uma baderna sem tamanho,pra isto existem os programas sociais de habitação,por esforço próprio,sem contar que ao menos setenta por centro desses invasores ja tem moradia e pegam outros lote pra venderem a terceiros,que é caso alto da conquista,pois a maioria deles são invasor de um velho conhecido o famoso motocross

Deixe uma resposta

Ofertas