Domingo foi de provas para concurso do Corpo de Bombeiros Militar do Pará

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Foram realizadas na manhã deste domingo, 24, as provas do concurso do Corpo de Bombeiros Militar do Pará para a formação de novos praças. No turno da tarde, mais candidatos concorrem as vagas de oficiais da corporação. No total, 42.357 candidatos se inscreveram para concorrer às 330 vagas ofertadas para ambos os sexos, sendo 300 para soldados e 30 para oficiais.

As provas objetivas foram realizadas nos municípios de Belém, Santarém, Marabá e Altamira, das 8 da manhã ao meio-dia, para os candidatos ao curso de formação de Praças. À tarde, das 13h30 às 18:30, os candidatos ao curso de formação de Oficiais realizarão o certame.

A prova aconteceu dentro da normalidade prevista, sem nenhuma reclamação por parte dos candidatos, apesar da mudança em dois locais de provas, anunciadas com antecedência pela coordenação do concurso. As provas foram realizadas em 32 escolas de Belém, 11 de Marabá, quatro de Santarém e três de Altamira. “Esse concurso é de fundamental importância, considerando que há 7 anos, não acontece a renovação da força de trabalho da corporação. Também temos a necessidade da ampliação da prestação de serviços na capital e em outras regiões do Estado”, disse Alice Viana, secretária estadual de Administração.

No último dia 14 de janeiro, a Promotoria Pública entrou com uma liminar para a suspensão do concurso. O motivo foi o pedido de ampliação dos municípios para aplicação das provas para a formação de Praças. Mas a Procuradoria Geral do Estado do Pará (PGE-PA) reverteu a decisão e as provas puderam acontecer, para o alívio de Aleixo Rodolfo, 27 anos, que estuda há seis meses para se tornar um Praça do Corpo de Bombeiros e seguir o legado militar da família. “Meu avô, três tios e meu pai eram militares. Agora, chegou minha vez. Além de continuar no caminho deles, quero uma segurança profissional, que só o serviço público dá”, disse o hoje promotor de vendas de uma loja de tintas.

A carreira militar já é seguida por outro candidato, que fez a prova na FAP (Faculdade do Pará), que recebeu mais de dez mil “concurseiros”. Johanatan Souza, 24 anos, é soldado da PM, mas quer virar Praça do Corpo de Bombeiros. “Quero correr menos riscos e ampliar meus conhecimentos, além de salvar vidas”, disse ele. O sonho de entrar na corporação também é alimentado pelas mulheres. “Meu pai é bombeiro e quero dar essa felicidade a ele, estou muito confiante na aprovação”, disse a estudante Ailane Assis, 25 anos.

  De Canaã, Professor Fabrício Sarmento morre aos 45 anos

Nessa primeira fase do concurso, os candidatos tiveram que responder a 60 questões de múltipla escolha (20 de língua portuguesa, 20 de matemática, 10 de física, 5 de química e 5 de biologia). O resultado dessa prova deve ser divulgado até o dia 22 de fevereiro. A partir daí, o candidato aprovado passará por outras três etapas: o exame antropométrico, que avalia peso e altura, além do exame médico, que acontecem a partir do dia 21 de março. Depois, é a vez de os exames de aptidão física e por último, a avaliação psicológica. Cada uma dessas quatro etapas é eliminatória e classificatória.

O candidato aprovado nas quatro etapas do concurso vai estar apto a entrar no curso para formação de Praças e Oficiais, que começa em outubro e dura um ano. A remuneração para o curso de formação de Oficiais será de R$ 1.385,46, já contando com o Auxílio Alimentação. Após o curso, o aspirante a Oficial passa ao cargo de segundo Tenente, com remuneração total de R$ 5.849,34.

Já o curso de formação de Praças oferece remuneração de R$ 1.167,75. Depois da conclusão, o candidato é graduado como soldado, passando a receber R$ 2.901,35.

Faltas – Em Belém, local com maior número de candidatos inscritos, compareceram ao local de prova 20.893 candidatos pela manhã e 3.655 estiveram ausentes, sendo dois candidatos inclusos através de liminar. No turno da tarde, 5.118 candidatos a oficiais são esperados.

Em Altamira, dos 953 candidatos inscritos, 723 estiveram presentes no horário da manhã e 230 não compareceram ao local de prova. Um candidato que apresentou liminar foi incluso no certame. À tarde, são esperados 246 candidatos para a prova de oficial. Esses números correspondem a 25% dos candidatos inscritos, percentual considerado normal para o major Waltenci Pinheiro, comandante do Corpo de Bombeiros em Altamira. “Muitos se inscrevem e acabam desistindo por não se acharem preparados, ou se inscreveram e não atentaram para a idade que era até 27 anos para candidatos a vagas”, ressaltou Pinheiro.

  Zequinha visita Canaã para evento político

Em Marabá foram 7.245 inscritos, deste total 4.765 compareceram e 1.530 faltaram. 950 são esperados no turno da tarde.

Em Santarém, dos 3.537 que realizariam as provas pela manhã, 2.809 compareceram e 728 faltaram. 710 deverão fazer as provas para oficial. No total, 4.247 candidatos se inscreveram para fazer provas no município.

No total geral 29.190 fizeram a prova dos praças no turno da manhã e 6.143 faltaram, representando 17% dos candidatos.

Provas em Altamira ocorrem dentro da normalidade

Os candidatos chegaram cedo aos locais de prova em Altamira, neste domingo, para a realização do concurso do Corpo de Bombeiros Militar do Pará. A cidade foi um dos três polos constituídos no interior do Estado para a realização dos exames. Duas escolas, “Dairce Pedrosa Torres” e “Polivalente de Altamira”, tinham expectativa de receber 953 candidatos apenas na parte da manhã, inscritos para o curso de formação de praça.

Por volta das 7h30, meia hora após a abertura dos portões, os malotes de provas foram abertos, acompanhado por duas testemunhas. Segundo uma das coordenadoras do certame, Luciana Souza, da Consulplan (empresa realizadora do concurso), tudo ocorreu conforme o previsto. “Os espaços foram preparados para receber os candidatos e atender as exigências previstas para o exame. Não registramos nenhuma anormalidade neste primeiro momento das provas”, informou.

Taynã Souza, um dos candidatos à vaga de praça, disse que apesar do pouco tempo de preparação para o concurso, encarou o desafio com confiança. “Eu tinha que dividir as aulas na universidade, o trabalho e ainda estudar para o concurso. Me inscrevi porque procuro estabilidade financeira e profissional, mas também porque sou um admirador da profissão”, disse o candidato que prestou o exame na Escola Polivalente de Altamira.

  Exposição Amazônia Fragmentada ficará aberta à visitação até 9 de julho

Oficiais – Cento e noventa e seis candidatos realizaram as provas  do concurso  do Corpo de Bombeiros do Pará, na Escola Dairce Pedrosa Torres, em Altamira, sudoeste paraense, na tarde deste domingo, 24. Para o certame que vai aprovar para o curso de formação de oficiais estavam inscritos 246 candidatos, deste total 80% compareceram.

Foram 5h de prova, com 60 questões de múltipla escolha, além de uma redação  de 30 linhas. A grande maioria dos candidatos usou todo o tempo necessário para as  provas que incluiu, língua portuguesa, matemática, química, biologia e física. O estudante universitário Pablo Rosa, 23 anos, estava confiante, mas disse que a prova foi complicada. “Acredito que quem se preparou bem tem grandes chances. Procuro estabilidade dentro de uma instituição respeitada que é  o Corpo de Bombeiros, na corporação poderei ajudar a salvar vidas. Vamos esperar o resultado”, disse o candidato.

Leone Derly Barbosa Goltardi, 25 anos, também tenta no concurso a oportunidade de estabilidade financeira e profissional. “Me preparei, mas a prova foi exigente, cálculos difíceis e uma redação que exige muita concentração para o desempenho de uma boa escrita”, confirmou Goltardi.

Em Altamira a instituição aguarda com grande expectativa os novos praças e oficiais que devem integrar a corporação após a realização dos cursos de formação. “A chegada de novos bombeiros vai trazer grande ajuda não apenas para a região, mas pra todo o Pará. Aqui atendemos oito municípios, a demanda é grande e quanto mais reforço melhor”, observou Valtenci Pinheiro, comandante do 9º Grupamento Bombeiro Militar em Altamira.

Nesta segunda-feira, 25, os candidatos já poderão ter acesso ao gabarito preliminar das provas a partir das 16h por meio do endereço eletrônico: www.consulpan.net e no dia 22 de fevereiro o resultado das provas já com o resultado também de possíveis recursos. Os candidatos que precisarem entrar com algum recurso em relação ao certame têm até os próximos dias 26 e 27 de janeiro. Já no dia 21 de março, os candidatos aprovados já serão convocados para a avaliação médica.

(Com informações de Iolanda Lopes – Altamira)

Syanne Neno
Secretaria de Estado de Comunicação



 

 

Já sabe quem são os candidatos do seu estado pra eleições 2022?

AC AL  AM  AP  BA  BRASIL  CE  DF  ES  GO  MA  MG  MS  MT  PA  PB  PE  PI  PR  RJ  RN  RO  RR  RS  SC  SE  SP  TO 

Deixe uma resposta

Ofertas