Curso desperta lideranças comunitárias para força do cooperativismo na geração de renda

A capacitação apoiada pela Vale objetiva ajudar comunidades a fortalecerem seus empreendimentos e contribuir com o desenvolvimento local
Lideranças de Marabá participam do treinamento sobre associativismo e cooperativismo promovido pela Vale. Foto: Divulgação

Alcançar a independência financeira a partir da produção coletiva, com geração de trabalho e renda. Isso pode se tornar realidade por meio do associativismo ou do cooperativismo. Ao longo dessa semana no sudeste do Pará, curso pretende despertar esse conhecimento em lideranças comunitárias. A iniciativa promovida pela Vale pretende capacitar mais de 1 mil produtores, agricultores e empreendedores líderes em suas comunidades no Brasil.

Para atender o público paraense, o curso sobre Associativismo e Cooperativismo será realizado em Marabá (dias 12 e 22/9), Curionópolis (13/9), Parauapebas (14/9), Canaã dos Carajás (14/9) e Ourilândia do Norte (16/9). Entre os temas que serão tratados, estão a documentação necessária para criação de uma cooperativa ou associação e as orientação sobre como elaborar um plano de trabalho e como fazer prestação de contas.

O professor da Universidade Federal Rural da Amazônia (Ufra), João Loureiro será um dos instrutores e fala sobre a importância da participação. “São nesses momentos de treinamento, que as lideranças comunitárias podem visualizar, por meio de exemplos práticos e vivências de outras regiões que vamos levar, como a união comunitária, o trabalho em equipe e o nascimento de lideranças positivas podem favorecer o desenvolvimento de sua comunidade e da região. A ideia é despertar que é possível sim, para a comunidade, andar com suas próprias pernas, ter autonomia e representatividade social”, destaca Loureiro.

Além da mineração

“Nosso objetivo é contribuir com o desenvolvimento de lideranças e das comunidades, para que se tornem autônomas, e desta forma, também fortalecer outras vocações econômicas, para além da cadeia de mineração”, destaca o gerente de Relacionamento com Comunidades da Vale no Pará, Eloiso Araújo. Os treinamentos abrangem também os estados do Maranhão, Espírito Santo, Minas Gerais e Rio de Janeiro.

Outros programas – Ainda segundo Araújo, a empresa deverá desenvolver outras ações para incentivo às vocações locais e o associativismo no Pará. “Temos o programa Empreendedor Prata da Casa, parceria com a Redes/Fiepa voltado para desenvolver empreendimentos comunitários, a fim de que se tornem aptos para fornecer para todo o mercado local e regional. A divulgação dos selecionados deve correr, inclusive, na próxima semana. E também iremos apoiar 12 instituições dos municípios de Parauapebas, Canaã e Ourilândia na regularização de sua documentação, passo fundamental para a abertura de qualquer empreendimento”, diz Eloiso.

A iniciativa integra uma série de investimentos que a mineradora está promovendo voltadas para o desenvolvimento social, econômico, ambiental e cultural dos territórios onde atua.

Receba as notícias do Portal Canaã

Siga nosso perfil no Google News

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *