Canaã dos Carajás salta do 5° para 1° no Estado em índice Firjan

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

O município de Canaã dos Carajás alcançou a partir desta edição do Índice Firjan de Desenvolvimento Municipal-IFDM posição de destaque entre os 143 municípios do Pará, e os 5.570 municípios brasileiros.  O índice de 2015, ano base 2013, divulgado no dia 3 de dezembro, coloca o município na 1ª posição estadual e na 1344ª posição em relação ao País, alcançando à média 0.7351 no levantamento. Canaã dos Carajás está à frente de Parauapebas, Altamira e da Capital do estado Belém, aponta o IFDM.

E não é só isso. Os números divulgados agora pela instituição deixam ver que a cidade deu um salto extraordinário de um levantamento para outro, já que no anterior, também feito para 2015, mas tendo como ano/base 2012, mostrava Canaã dos Carajás na 5ª posição em relação aos municípios paulistas, e na 2055ª posição em relação ao País.

Importante notar que o que “puxou” o índice de Canaã dos Carajás para cima foram Emprego e Renda, que alcançaram níveis de Alto Desenvolvimento, respectivamente, índices de 0.7761 ano base 2012  e 0.8570 (quanto mais próximo de 1 maior é o desenvolvimento). No tocante a Educação e Saúde uma decepção, o índice apurado foi suficiente para classificar a cidade entre os municípios de Desenvolvimento Moderado, alcançando 0.6336 ano base 2012 e 0.6808 ano base 2013 indicadores apresentam crescimento na geração de emprego e renda e falta de investimento em Educação e Saúde.

  [Atualizada] Acidente Fatal com duas vítimas é registrado em Canaã dos Carajás

Por incrível que possa parecer, os índices de Canaã dos Carajás superam, no consolidado da Firjan, os da Capital Bélem, em nível de Brasil e de Estado. Belém ocupa a 2064ª posição brasileira, e a 4ª em nível estadual, com índice Firjan de 0.6967.

O IFDM – Índice Firjan de Desenvolvimento Municipal – é um estudo do Sistema Firjan que acompanha anualmente o desenvolvimento socioeconômico de todos os mais de 5 mil municípios brasileiros em três áreas de atuação: Emprego & renda, Educação e Saúde. Criado em 2008, ele é feito, exclusivamente, com base em estatísticas públicas oficiais, disponibilizadas pelos ministérios do Trabalho, Educação e Saúde.

Sua metodologia possibilita determinar, com precisão, se a melhora relativa ocorrida em determinado município decorre da adoção de políticas específicas ou se o resultado obtido é apenas reflexo da queda dos demais municípios.

Desde 2014, a metodologia do IFDM foi aprimorada para captar os novos desafios do desenvolvimento brasileiro para esta nova década. O principal incremento foi situar o Brasil no mundo. A nova metodologia buscou padrões de desenvolvimento encontrados em países mais avançados, utilizando-os como referência para os indicadores municipais. Outro ponto importante foi a atualização de metas e parâmetros nacionais. Neste caso, o ano de referência deixou de ser 2000 e passou a ser 2010.

  Quadrilhas estaduais esquentam fim de semana na Cidade Junina; veja fotos

De leitura simples, o índice varia de 0 (mínimo) a 1 ponto (máximo) para classificar o nível de cada localidade em quatro categorias: baixo (de 0 a 0,4), regular (0,4 a 0,6), moderado (de 0,6 a 0,8) e alto (0,8 a 1) desenvolvimento. Ou seja, quanto mais próximo de 1, maior o desenvolvimento da localidade.

Seny Lima da Redação do Portal Canaã



 

 

Já sabe quem são os candidatos do seu estado pra eleições 2022?

AC AL  AM  AP  BA  BRASIL  CE  DF  ES  GO  MA  MG  MS  MT  PA  PB  PE  PI  PR  RJ  RN  RO  RR  RS  SC  SE  SP  TO 

Deixe uma resposta

Ofertas