Bancários rejeitam proposta e greve continua no país

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on telegram

Em reunião com a Fenaban (Federação Nacional de Bancos), na tarde desta terça-feira (20), em São Paulo, o Comando Nacional dos Bancários rejeitou a proposta de reajuste salarial da categoria, que foi de 7,5% nos salários sem abono. As informações foram confirmadas pelo Sindicato dos Bancários do Pará. A greve continua e as negociacões seguem nesta quarta-feira (21) no hotel Makssoud Plaza, em São Paulo.

A categoria quer reajuste salarial de 16% (incluindo reposição da inflação mais 5,7% de aumento real); PLR: 3 salários mais R$ 7.246,82 e Plano de Cargos, Carreiras e Salários (PCCS) para todos os bancários. Eles também pedem vales alimentação, refeição, 13ª cesta e auxílio-creche/babá de R$ 788 cada. Além disso, os trabalhadores querem pagamento para graduação e pós, além de melhorias nas condições de trabalho e segurança.

Segundo o Sindicato dos Bancários do Pará, nesta segunda-feira (19), a greve atingiu 415 agências de bancos públicos e privados, o que representa uma adesão ao movimento de 84% do total de unidades bancárias do Estado. Em todo o Brasil, já são 12.277 agências bancárias paradas.

As informações foram confirmadas pelo Sindicato dos Bancários do Pará

 



 

 

Já sabe quem são os candidatos do seu estado pra eleições 2022?

AC AL  AM  AP  BA  BRASIL  CE  DF  ES  GO  MA  MG  MS  MT  PA  PB  PE  PI  PR  RJ  RN  RO  RR  RS  SC  SE  SP  TO 

Deixe uma resposta

Ofertas