A Vale foi reconhecida de forma positiva pelo CDP Climate Change Program, sistema de divulgação global para que empresas gerenciem seus impactos ambientais com o objetivo de que investidores possam acessar informações ambientais para suas decisões financeiras. No dia 13 de dezembro, a mineradora foi reconhecida como empresa líder no Programa CDP de 2016.

De acordo com o gerente de Tecnologia Ambiental da Vale, Vitor Cabral, o CDP antes era conhecido como Carbon Disclosure Projet, e é apontado pelo Financial Times como a iniciativa mais bem-sucedida de engajamento de investidores. “Em nome de 827 investidores institucionais, que juntos administram US$ 100 trilhões em ativos financeiros, o CDP convida empresas a reportarem informações ambientais por meio de seus programas Climate Change, Water e Forest”, afirma.

O CDP Climate Change Program apresenta informações comparáveis e padronizáveis de empresas, cidades, Estados e regiões de todo o mundo.

“Em relação às mudanças climáticas (o CDP Climate Change), nossa empresa melhorou sua performance da banda B para a A-, demonstrando a qualidade e a transparência dos dados reportados sobre o assunto. Já em gestão de recursos hídricos (o CDP Water), a Vale atingiu a nota B, em uma escala de A a F, um resultado que reforça nossa busca pela mitigação de impactos, a implementação de uma política e uma estratégia para embasar suas ações, e estabeleceu metas relacionadas à utilização de água nas operações”, afirma a Vale, em nota divulgada hoje (30).

A área de Meio Ambiente da Vale responde ao questionário do CDP Climate Change desde 2006 e do CDP Water desde 2011. “Nesse processo, o apoio das áreas operacionais, bem como das áreas corporativas de Saúde e Segurança, Risco, Energia e Suprimentos, é de extrema importância para a consolidação das informações reportadas. Este resultado vem coroar um trabalho de parceria estratégica que coloca a Vale na lista das empresas globais que lideram os esforços para a gestão dos temas gestão de recursos hídricos e gestão de mudanças climáticas”, afirma a gerente executiva de Meio Ambiente, Gleuza Jesué. Com informações da Vale.