A Centaurus Metals anunciou nesta quinta-feira (15), que o Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM) concedeu o primeiro dos dois principais pedidos de licença de exploração feitos pela empresa para o Projeto Salobo West, abrindo uma nova frente de exploração.

Segundo a empresa o Projeto Salobo West está localizado ao lado da Serra Misteriosa que é considerado o projeto mais avançado do chamado Pará Exploration Package (PEP), em parceria com a Terrativa, composto de várias autorizações de pesquisa que somam 750 quilômetros quadrados, localizada no extremo norte de Marabá, na divisa com o município de Novo Repartimento e a  apenas 12 km ao longo de uma das maiores minas de cobre do mundo, que é o projeto da mineradora Vale.

Para a realização da revisão dos dados regionais disponíveis para o Projeto Salobo West antes de planejar inquéritos geofísicos aéreos iniciais, a empresa contratou Alan King, ex-chefe de geofísica para exploração global da Vale. Alan King viveu no Brasil de 2007 a 2011 e trabalhou extensivamente na província mineral de Carajás.

O presidente da Centaurus, Darren Gordon, disse que a empresa estava entusiasmada com a perspectiva de começar suas atividades iniciais de exploração dentro da Província Mineral de Carajás de classe mundial. “Carajás é o lar da maior concentração mundial de depósitos. A região é dominada pela Vale, é um grande avanço para a Centaurus” relatou o presidente.