A crise política e econômica levou embora o ganha pão de inúmeros moradores de Eldorado dos Carajás. Em 2016, o município teve a maior perda de empregos com carteira assinada dos últimos 9 anos, foram mais de 500 postos de trabalho fechados.

A indústria de transformação, que reúne empresas que trabalham a matéria-prima em produto final foi a que mais demitiu cerca de 161 trabalhadores. O comercio e o extrativismo mineral completam a lista dos que mais demitiram. Um levantamento inédito desenvolvido pelo Portal Canaã com base em indicadores do Ministério do Trabalho e Emprego demonstra que no ano passado, Eldorado dos Carajás, registrou a maior perda de empregos desde 2007 quando registrou 570 desligamentos.

Quem conseguiu se empregar no ano passado, foi contratado com salário médio menor. As ocupações que mais desligaram foram de vendedor com 46 desligamentos, Oleiro (Fabricação de Tijolos) com 38 desligamentos e Trabalhador da Pecuária 26 desligamentos.

A perda gradual e constante do emprego nos últimos anos no município de Eldorado dos Carajás é alarmante em 2014 registrou 439 desligamentos, 2015 registrou 468 desligamentos e 2016 registrou 505 desligamentos de janeiro a novembro. O prefeito eleito Célio Boiadeiro (PMDB) tem o desafio de alavancar a geração de emprego e renda.

Reportagem/Redação Portal Canaã